Notícias Corporativas

E-commerce brasileiro tem crescimento de mais de 100% em tempos de quarentena

Mercado de bens de consumo e artigos para saúde e higiene impulsionam o comércio eletrônico durante pandemia de coronavírus, mas, a mudança digital tem feito crescer outras categorias no mercado digital.

São Paulo, SP

Categoria: Propaganda e Marketing

Autor: DINO

Data de Publicação: 14/04/2020
E-commerce do Brasil durante pandemia
Behance

No primeiro trimestre de 2020, as empresas de comércio eletrônico, em especial as de bens de consumo já acumulam um crescimento de mais de 100% nas vendas se comparado ao mesmo período de 2019, é o que aponta levantamento da ABCOMM (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) em parceria com o site Compre&Confie.

Conforme aponta a ABCOMMM, por não poderem funcionar durante a quarentena, vários comércios físicos estão tendo de se adaptar para sobreviver e a opção mais viável é investir no sistema delivery e entrar para o mercado de comércio eletrônico.

A pesquisa mostra ainda que produtos relacionados ao combate ao Covid-19 foram os que tiveram maior crescimento, como álcool em gel, sabonetes e máscaras, mas outros produtos não relacionados a saúde e higiene tiveram crescimento de cerca de 40%.

Outro levantamento feito pela plataforma Nuvemshop, indica que as categorias de comidas e bebidas tiveram crescimento de cerca de 80% nas vendas, situação oposta que vivem os segmentos de serviços que tiveram uma queda por volta de 60% e o de turismo que veem enfrentando número de vendas próximas a zero desde o dia 15 de março. Outras categorias como venda de livros e produtos de educação e presentes tiveram crescimento de 50%, eletrônicos e produtos para animais de estimação com crescimento de 10% e 20% respectivamente.

 

Como crescer e manter sua empresa durante a pandemia

Para Alexandre Poseddon, especialista em estratégias para e-commerce, “o mercado eletrônico vem sofrendo uma enxurrada de novas ofertas, a grande maioria que nunca pensou em transformar a sua pequena lojinha de bairro em um mercado de vendas online e isso criou um novo cenário tanto para os profissionais de marketing como para os comerciantes que precisam entender como ganhar destaque e se manter ativo”.

Poseddon relata que recebe diariamente contatos de pequenos lojistas que desejam atender o mercado em seu entorno. São pequenas mercearias ou lojas de produtos naturais que estavam acostumados a vender para as pessoas que circulavam pelas ruas em frente ao seu comércio e agora precisam encontrar outra forma de atingir essas pessoas, ou ainda, profissionais liberais que adaptaram a prestação de serviços para atender o seu público a distância.

Para atender esse público e como forma de tentar ajudar socialmente os pequenos empresários, ele criou um modelo de consultoria em grupo de forma online e gratuita, onde profissionais que estão perdidos no que fazer, recebem orientação profissional e podem ajudar uns aos outros a vencer essa crise.

Para fazer parte da iniciativa basta entrar em contato com a agência Vixus através do e-mail marketing@vixus.com.br, informar os dados de contato, como: e-mail, telefone e WhatsApp; em seguida, relatar brevemente o negócio. Assim que aprovado, o empreendedor será incluído em um grupo do WhatsApp onde serão agendadas as consultorias.

 

-------------------------------

Lilith M. Angel – Redatora na Vixus Marketing, sua agência de estratégias para e-commerce, marketing e formação de marcas fortes para empresas e pessoas.



Website: http://www.vixus.com.br
Publicado por: dino

Este conteúdo de divulgação comercial é fornecido pela empresa DINO e não é de responsabilidade do Mundo do Marketing.