Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing - Dino

Notícias Corporativas

Cibersegurança muito além dos termo técnicos

É fundamental que as empresas comecem a enxergar a tecnologia e a segurança como algo vital, e não apenas como mais um custo de operação. Foi o alerta de Luiz Fernando Milagres, Gerente Sênior de Cybersecurity da Ernst & Young no Brasil, no Seminário Gestores de TIC, promovido pela SUCESU-RS, dia 7 de junho, em Viamão/RS.

Porto Alegre

Categoria: Tecnologia

Autor: DINO

Data de Publicação: 13/06/2018
DINO

É fundamental que as empresas comecem a enxergar a tecnologia e a segurança como algo vital, e não apenas como mais um custo de operação. Foi o alerta de Luiz Fernando Milagres, Gerente Sênior de Cybersecurity da Ernst & Young no Brasil, no Seminário Gestores de TIC, promovido pela SUCESU-RS, dia 7 de junho, em Viamão/RS. "O nosso trabalho é explicar o tecniquês de forma simples. Temos que explicar como que o negócio e a empresa estão em risco. A comunicação entre técnico e executivo precisa estar alinhada, na mesma pauta", afirmou.

Milagres também destacou que ao falar em segurança da informação é comum imaginar um profissional que travará os projetos da empresa. "Na verdade o que nós queremos é proporcionar ao negócio uma maior velocidade, sem que este corra riscos desnecessários durante o processo", explica.

O Gerente da Ernst & Young lembrou que as mais variadas atividades diárias, como transações bancárias, pagamentos, mobilidade urbana, são permeadas pela tecnologia. Conforme essas evoluções avançam, mais otimizado fica o nosso dia a dia. "A evolução está na esfera pessoal, quando falamos de smartwatches por exemplo. Também está em benefícios do grupo, através de carros inteligentes e, com tudo isso, temos o benefício público, com as cidades inteligentes", comenta.

Todas essas novidades e desafios trouxeram novas ameaças, disse Milagres, ao citar o caso Wanna Cry, um ataque ocorrido em 2017 que sequestrou dados de forma massiva sem precisar de uma interação com o usuário. "Um ataque como esse só acontece porque deixamos as nossas portas abertas, não atualizamos nossos sistemas e ele conseguiu entrar facilmente. Como não trabalhamos com a conscientização, ataques como o Wanna Cry se tornam comuns, pois são mais baratos. Basta criptografar dados e fazer a extorsão. Ataque rápido, barato e efetivo", alertou.




Publicado por:

Este conteúdo de divulgação comercial é fornecido pela empresa DINO e não é de responsabilidade do Mundo do Marketing.

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss