Primark lança roupa íntima adaptada a pessoas com mobilidade reduzida Bruno Mello 18 de janeiro de 2024

Primark lança roupa íntima adaptada a pessoas com mobilidade reduzida

         

Coleção começa com quatro peças incluindo sutiãs, calcinha comum e calcinha menstrual

Primark lança roupa íntima adaptada a pessoas com mobilidade reduzida
Publicidade

A Primark, varejista atuante na Europa e Estados Unidos, lançou uma nova coleção de roupas íntimas adaptadas e desenhadas de acordo com as necessidades de pessoas com deficiências físicas ou mobilidade reduzida, a fim de tornar as peças mais práticas e confortáveis. Os modelos vem com fechos fáceis, magnéticos e materiais como velcro. Essas são as primeiras unidades de uma gama de produtos adaptados da marca a ser lançada ao longo deste ano.

A linha foi concebida em colaboração com técnicos especialistas, tendo em conta as experiências e opiniões de pessoas com necessidades especiais. Com preços que variam entre os 10 euros e os 12 euros, a lingerie está disponível do 2XS ao 2XL. Dentre os produtos estão sutiã sem costura com fecho à frente, sutiã de renda com fecho magnético à frente, calcinha com fechos magnéticos laterais e calcinha menstrual com fechos laterais.

Com o lançamento desta coleção, que levou dois anos para ser elaborada, a Primark transforma as suas lojas e operações para conseguir disponibilizar um melhor serviço e uma experiência mais inclusivas aos clientes e colaboradores, disponibilizando pontos de venda acessíveis e provadores para pessoas com necessidades especiais ou mobilidade reduzida.

“A Primark foi fundada com o propósito de tornar a moda mais acessível e isso significa representar e responder às necessidades diferentes de todos os nossos clientes. À medida que crescemos, as nossas gamas expandiram-se. Temos orgulho em disponibilizar produtos especializados, normalmente mais caros e disponíveis apenas online, e disponibilizá-los nas lojas a preços acessíveis. Isto é mais do que uma gama nova para nós – é apenas o início de como podemos apoiar os nossos clientes e colaboradores”, escreveu em comunicado a diretora da Diversidade e da Inclusão da Primark, Charlie Magadah-Williams.

Leia também: Como as marcas podem transformar o Brasil em uma referência em diversidade e inclusão?

Clube Mundo do Marketing


Publicidade