Olhou, comprou: o poder da venda de espaços publicitários para o e-commerce Bruno Mello 2 de maio de 2023

Olhou, comprou: o poder da venda de espaços publicitários para o e-commerce

         

Pesquisa divulgada pela Criteo indica que 64% dos brasileiros compraram produtos que viram pela primeira vez ao fazer compras no site de um varejista

Olhou, comprou: o poder da venda de espaços publicitários para o e-commerce
Publicidade

Se engana quem pensa que a lógica do amor à primeira vista se aplica apenas a outras pessoas. Uma pesquisa divulgada pela Criteo indica que, no primeiro trimestre de 2023, 64% dos brasileiros compraram produtos que viram pela primeira vez ao fazer compras no site de um varejista.

Os números da pesquisa indicam, também, a natureza dos produtos que conquistaram o coração – e o bolso – dos consumidores naquele período. 25% dos respondentes que fizeram essas compras não planejadas compraram produtos eletrônicos como telefones, TVs e computadores. Os produtos de beleza aparecem logo em seguida, com 17% das menções, à frente de eletrodomésticos ou ‘linha branca’ (14%), roupas (13%) e utilidades domésticas, como mesas, guarda-roupas e colchões (11%).

Para a maioria dos entrevistados, dois fatores motivaram a compra: 47% citaram promoções como principal gatilho, enquanto 28% afirmam que o produto comprado exibia características previamente desejadas. Adicionalmente, 69% dos entrevistados disseram ter descoberto e comprado (seja online ou posteriormente em uma loja física) um novo produto como resultado direto de anúncios colocados na plataforma de um varejista online.

Para Tiago Cardoso, Managing Director para América Latina na Criteo, atualmente, os varejistas online já estabelecidos podem usar seus dados first-party proprietários para gerar novos fluxos de receita por meio da venda de anúncios para marcas em suas plataformas de e-commerce. Para as marcas, o retail media permite o aumento da visibilidade na prateleira digital, como um ponto de gôndola ou recurso especial de corredor numa loja física, reforçando o ponto de contato com o cliente.

Finalmente, o posicionamento permite que as marcas cheguem aos consumidores com anúncios relevantes no Ponto de Venda (PDV) digital, seja nos sites e aplicativos dos varejistas, bem como nos marketplaces – o que deve se traduzir em boas oportunidades para os comerciantes brasileiros: dados da pesquisa da Criteo indicam que 92% dos entrevistados disseram estar dispostos a comprar um produto que está sendo anunciado em uma plataforma confiável de e-commerce.

Leia também: Sua loja está pronta para ser mais do que um ponto de vendas?


Publicidade