O Itaú apresentou sua nova marca na noite da última quarta-feira, dia 6. Com o conceito “Feito de Futuro”, a empresa convida as pessoas a refletir sobre o tempo, legado e longevidade. O novo projeto de design recorreu à história: do tupi-guarani, Itaú significa pedra preta. O sistema de identidade visual renova não apenas a marca institucional, mas também a expressão de todos os segmentos e perfis do banco.

Na nova paleta cromática, o laranja tem sua relevância histórica destacada com mais protagonismo. Tons de azul ganham vida para identificar os segmentos Uniclass e Personnalité, enquanto Itaú BBA e Private se apropriam ainda mais dos tons escuros. O símbolo, que representa a pedra, foi lapidado e se apresenta em uma forma mais orgânica e fluida.

Foram 22 meses de trabalho, mais de 70 estudos de cores, cerca de 100 estudos tipográficos e outros tantos de logotipia, que reavaliaram forma, cor, fontes, grafismos e expressões. Tudo realizado pelo time interno de branding em parceria com especialistas. A americana Pentagram foi escolhida para consultoria estratégica, sob a liderança de Michael Bierut, um dos mais renomados designers da atualidade. Fabio Haag completou a equipe multidisciplinar, com seu olhar refinado para a tipografia.

O desafio foi respeitar um legado sólido, mas sem perder a capacidade de ousar, como contou Clayton Caetano, superintendente de Design: “Nossa essência foi construída ao longo de décadas e com o brilhantismo de grandes nomes, como Aloízio Magalhães, nos anos 60; Francesc Petit, que introduziu a pedra ao logo do Itaú e o laranja na identidade, nos anos 70; e Alexandre Wollner, que destacou o laranja em nossas agências, nos anos 80, e sistematizou a marca com consistência e escala. Eles permaneceram como inspirações para que o novo projeto tornasse a marca mais humanizada, orgânica e contemporânea”, esclarece Caetano.

Para Eduardo Tracanella, diretor de Marketing do banco, evoluir a marca tida como uma das mais valiosas do país é uma enorme responsabilidade. “Quando falamos de marca, estamos falando de cultura, de proposta de valor, de experiência, de narrativa e de expressão. Todas essas mudanças já estão acontecendo de dentro para fora do banco há alguns anos. Por isso, trazemos com todo esse movimento a consistência de quem está aqui há muito tempo, impactando de forma tangível a vida das pessoas, tendo nossa essência e os valores escritos em pedra”, afirma o executivo.

Longevidade da marca

Com o objetivo de fortalecer seu papel na vida e na história de cada cliente, investidor e colaborador, o banco abre as celebrações pelo seu aniversário de 100 anos com o lançamento de uma nova expressão de marca e um novo conceito institucional, o Feito de Futuro, que, a partir de hoje, convida as pessoas a refletir sobre o tempo, legado e longevidade.

“A vida dos nossos clientes está sempre em movimento e o Itaú evolui junto com eles. Temos promovido uma intensa agenda de transformação no nosso negócio e na forma de entregar mais valor. Chegou o momento da nossa marca refletir tudo isso”, ressalta Eduardo Tracanella.

Entre fusões e aquisições, o Itaú Unibanco construiu seu legado sem perder seus valores essenciais, como a cultura de inovação e a capacidade de se transformar. Manter-se contemporâneo, celebrando o passado ao mesmo tempo que molda o futuro foi a reflexão que originou o novo posicionamento ‘Feito de Futuro’, desenvolvido em parceria com as agências Africa Creative e Galeria.

“Ser feito de futuro é ter capacidade de perpassar os tempos e permanecer relevante, se reinventando. Esse movimento é um convite para que todos se inspirem e valorizem o tempo, a longevidade e o legado que cada um constrói em suas vidas”, ressalta Thaiza Akemi, superintendente de Marketing.

Campanha reforça poder da marca –  Madonna, Jorge Ben Jor, Ronaldo Nazário, Fernanda Montenegro, Ingrid Silva e Marta são estrelas da primeira campanha com nova marca do Itaú Unibanco, que estreará nos próximos dias.

“Eu não tenho idade. Eu tenho todas as idades. É sobre quem eu sou. Sobre quantas eu sou. Eu nunca parei de nascer, nascer e nascer. Me transformei muitas vezes pra ser eu mesma. Eu sigo emergindo nos palcos para as próximas gerações de fãs. Seus pais me conhecem. Você me conhece. Os filhos dos seus filhos ou me conhecem ou ainda não nasceram. E eu estarei lá. Hoje, amanhã e pelos próximos 100 anos. Eu sou feita de futuro”, é o texto que, pela voz dessas personalidades, assina o filme que inicia esse novo momento.

“Ser feito de futuro é ter capacidade de perpassar os tempos e permanecer relevante, se reinventando. Esse movimento é um convite para que todos se inspirem e valorizem o tempo, a longevidade e o legado que cada um constrói em suas vidas”, ressalta Thaiza Akemi, superintendente de Marketing.

O time de personalidades escolhido tem como objetivo representar essa ideia na prática, e aproximar o conceito da vida das pessoas. São pessoas cujas histórias perpassam gerações, tornando-se referência de vitalidade e perpetuidade, além de novos expoentes que começam sua trajetória e seu legado agora.

 

Leia também: Itaú, Bradesco, Skol e Brahma são as marcas mais valiosas do Brasil

Jaime Troiano - Clube Mundo do Marketing