Planejar e criar estratégias de Marketing digital para atrair mais pessoas para um site ou e-commerce é algo tão importante para as marcas que fez despontar uma nova profissão entre muitas no mundo do Marketing: o gestor de tráfego. Segundo pesquisa do Linkedin realizada entre 2019 e 2023, o Gestor de Tráfego está entre as 25 profissões mais buscadas pelo mercado.

O profissional é responsável pelo gerenciamento de anúncios e criação de campanhas de patrocinados nas redes sociais e Google. A pesquisa deu destaque para a alta demanda deste profissional que se tornou essencial para empresas e empreendedores que divulgam seus serviços e produtos na internet.

Filipe Adam, CEO da Rocketship, agência de tráfego pago, contou que a atenção aos detalhes, a curiosidade e a afinidade com os números são skills importantes para quem deseja atuar nesse cargo. “É necessário demonstrar pró-atividade para fazer além do que é pedido, e flexibilidade quanto aos horários, porque o trabalho é muito dinâmico e ideias de criativo (ou mesmo atraso nas entregas dos mesmos) podem mudar a dinâmica do seu dia rapidamente”, afirmou em entrevista ao Mundo do Marketing.

Habilidades necessárias para trabalhar com tráfego pago

1. Afinidade com números: “não tem jeito, no tráfego é preciso gostar de números, saber analisá-los e ter frieza o suficiente para tomar decisões com base neles”, explicou Filipe.

2. Atenção aos detalhes: quando se trata do dinheiro dos outros, toda atenção é pouca. “Ao colocar uma campanha ao ar, devemos nos atentar para muitos detalhes que vão desde erros de ortografia até especificações técnicas nas campanhas”, indicou.

3. Curiosidade: é necessário sempre estar estudando o mercado, ver o que está acontecendo ou o que estão fazendo de diferente. “Por mais clichê que soe, você deve sim ser um eterno aprendiz. Além disso, é de extrema importância conhecer ao máximo o público-alvo do seu cliente, afinal é você que está controlando o que eles veem e o que, posteriormente, os levará ou não a comprar do seu cliente. Um bônus da curiosidade é que ela torna qualquer pessoa mais criativa, o que sempre ajuda um gestor de tráfego a entregar ainda mais resultados”, orientou o CEO da Rocketship.

4. Escrita: para ser um gestor de tráfego completo, é necessário saber escrever bem. Afinal, estamos ajudando nossos clientes a contar suas histórias para os futuros clientes deles. E isso vai além da ortografia: engloba técnicas de copywriting e storytelling. Nada melhor que ler (e escrever) muito para desenvolver ainda mais essa habilidade.

5. Boa comunicação: apesar do tráfego ter um aspecto mais técnico, é essencial conseguir levar suas ideias ao cliente e entender como ele quer ser comunicado sobre a performance das campanhas. “Lembre-se que você estará cuidando do dinheiro dele e deve mostrar o quanto se importa com isso. Uma boa comunicação também é essencial para prospectar, fechar e negociar seus acordos e contratos com os clientes”, afirmou o especialista.

“Além disso, é necessário demonstrar pró atividade para fazer além do que é pedido, e flexibilidade quanto aos horários, porque o trabalho é muito dinâmico e ideias de criativo (ou mesmo atraso nas entregas dos mesmos) podem mudar a dinâmica do seu dia rapidamente”, informou Filipe.

Como aprender a ser um Gestor de Tráfego?

Para Filipe Adam, a melhor formação é o campo de batalha. Isso porque, apesar das principais plataformas (Google Ads e Meta Ads) serem relativamente simples de usar, existem situações que só a experiência consegue ensinar.

Ele afirma que é muito mais sobre o perfil do profissional do que sobre o que ele já sabe. “É por isso que em nossa agência de tráfego não temos problema em contratar gestores de tráfego sem experiência para certas posições. Entendemos que o resultado que uma agência pode entregar é muito superior ao de um único profissional, por termos lá dentro a experiência de não só dezenas de gestores de tráfego, como de centenas de milhões investidos e de tantos clientes atendidos. O investimento não é somente no serviço, mas sim na experiência, na bagagem que uma agência pode trazer”, afirmou.

Colocar um profissional interno para fazer tráfego pago ou contratar um especialista no assunto?

Filipe Adam explica que a internalização da Gestão de Tráfego geralmente vem por uma ou mais de quatro razões.

1. Por economia

Os maiores erros acontecem aqui. Imagine que você tem 1 milhão de reais para investir por ano. Um conhecido de um familiar seu está aprendendo sobre investimentos e oferece investir esse dinheiro para você por R$ 2 mil ao mês. Por mais vontade de aprender que ele tenha, você confiaria seu dinheiro a ele ou a um profissional que cobrasse 3% de taxa de administração?

“Ir com o profissional de investimentos é uma decisão três vezes mais cara em um primeiro olhar. Mas quanto a mais ele poderia te gerar? Neste caso, como em muitos outros no mundo dos negócios, você tem que gastar mais, para ganhar mais”, orientou.

2. Exigência presencial

Muitas empresas têm uma cultura de ter todo seu time reunido em um só ambiente presencial. Isso muitas vezes impossibilita a contratação de uma agência, que não só pode estar em outra localização, como nem ter uma presença física e ser 100% remota.

“Como a Gestão de Tráfego exige profissionais qualificados, entendemos que ao optar por isso, a agência fez uma escolha cultural, e não de resultados, porque é seguro dizer, que 99% das vezes haverá um profissional de tráfego melhor, pelo mesmo preço, que não está disponível para trabalhar presencialmente com a empresa”, contou Filipe.

3. Inteligência interna

Tráfego está intimamente relacionado com dados e tudo que envolve dados tem um aspecto muito sigiloso dentro da empresa. Ao internalizar por esse motivo, a empresa não deposita confiança suficiente na agência e no tratamento da mesma com dados ou julga muito importante todo e qualquer dado não passar por terceiros. De novo, priorizando isso a resultados.

4. Controle 

“É comum entre os empresários a vontade de querer controlar tudo e de às vezes até dominar todos os assuntos. Por vezes trata-se somente de uma dificuldade de delegar, mas o que mais observamos é que alguns líderes têm algum tipo de crença de que o time precisa estar sob seu total controle para performar bem”, apontou.

Quanto ganha um gestor de tráfego?

Para Filipe, tudo depende da empresa. Ele conta que os salários geralmente começam em R$ 2 mil e que não é incomum ver gestores de tráfego chegando a ganhar R$ 4 mil, R$ 7 mil ou mesmo R$ 10 mil em uma velocidade muito maior do que carreiras tradicionais, que muitas vezes exigem cinco anos ou mais de estudo.

“No fim, depende da experiência e, principalmente, da responsabilidade. Os gestores de tráfego da Rocketship lidam com milhões de reais dos clientes todos os meses, então são bem remunerados para isso. Não é o caso de um gestor de tráfego que gerencia apenas uma verba de R$ 1 mil de um restaurante, por exemplo”, contou o CEO da Rocketchip.

Dicas para quem quer ser um gestor de tráfego 

Filipe listou algumas dicas para quem quer investir nessa carreira. Confira:

  • Não entre pelo dinheiro, porque se você não gostar do que faz nem for bom nisso, não terá sucesso. É um mercado altamente competitivo e com alta rotatividade de profissionais. Quem não entrega resultados fica queimado e é “expulso” rapidamente.
  • Tenha foco. Consiga um cliente e gere resultados para ele antes de procurar outro ou entre para um agência com um bom plano de carreira. Não fique atirando para todos os lados. Só quem pensa na gestão de tráfego como uma carreira, e não como uma fonte de renda extra é que terá sucesso no médio prazo. Você já escolheu uma profissão em que é possível ganhar bem em um curto espaço de tempo, mas ainda é importante ter um pouco de paciência e não dar passos maiores que a perna.
  • Saber lidar com pessoas. Lidar com o dinheiro suado dos outros é estressante para todas as partes. Por isso é muito importante desenvolver algumas habilidades das quais se fala pouco, como empatia e resiliência. Desenvolva sempre as habilidades técnicas, mas não deixe o desenvolvimento pessoal de lado nunca.

Invista na sua carreira. Faça um MBA em Marketing completo e com disciplinas que te preparam para atuar em diversas áreas, como Gestor de Tráfego. Conheça o MBA Mundo do Marketing e saia pronto para o Marketing Moderno.

Leia também: Quero ser um CMO: especialista aponta competências buscadas em quem trabalha com Marketing

MBA Mundo do Marketing