Desde o início do ano, o burburinho na internet é sobre o ChatGPT, ferramenta que usa a inteligência artificial para construir diálogos. A novidade, lançada no fim de novembro, começou a ser testada por diversas pessoas para diferentes fins – e o que se descobriu foi que o robô pode ser um grande aliado de diversos profissionais em seu dia a dia. É o caso dos representantes comerciais. 

O ChatGPT promete transformar a forma como nos relacionamos com a tecnologia. Para que isso aconteça e da melhor forma possível, com benefícios para toda a sociedade, é preciso compreender como fazer o melhor uso da ferramenta em cada situação. Para Paulo Nauiack, presidente do Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Paraná (Core-PR), “no caso dos representantes comerciais, isso significa empregá-la para ampliar a precisão e a eficiência da comunicação com clientes e parceiros”, afirma o executivo. 

Para auxiliar os profissionais que atuam na área de representação comercial a investir na ferramenta, o Core-PR disponibilizou um vídeo que mostra exatamente como usar o ChatGPT e como ele funciona, com exemplos práticos que podem ser aplicados pelos representantes. 

Como usar? 

Antes de entender como usar a novidade, é necessário conhecê-la e saber quais são suas inovações. O ChatGPT é aquilo que chamamos de chatbot, ou seja, um robô criado para simular conversas, como se fosse um humano. A diferença dele para outros é que, ao invés de ser programado para dar respostas previamente definidas a comandos específicos, o ChatGPT usa inteligência artificial para “compreender” aquilo que lhe é perguntado ou solicitado e construir a resposta adequada ao tópico e à solicitação. Assim, proporciona ao interlocutor uma sensação “mais real” de diálogo. 

Por isso, é definido como um modelo bastante avançado de geração de texto e torna-se ideal para criação de conteúdos diversos a serem utilizados pelos representantes comerciais, como descrição de produtos, cartas de apresentação e textos que alimentam chatbots mais simples, o que é exemplificado no vídeo produzido pelo Core-PR. 

“No material, explicamos que a inteligência artificial do robô consegue produzir conteúdos bastante detalhados, pois ‘se alimenta’ de um rico banco de textos disponíveis na internet”, destaca Nauiack. Além de evitar que alguma informação importante sobre um produto seja esquecida, por exemplo, isso permite que os representantes ganhem tempo para se dedicarem a outras tarefas. 

Outro ponto apresentado no vídeo é que, justamente pelo acesso a uma série de conteúdos, a ferramenta pode ajudar os representantes comerciais a identificarem as principais dúvidas de potenciais clientes, assim como suas demandas e prováveis críticas a produtos específicos. Dessa forma, ela passa a servir também como fonte de informação para os representantes e a contribuir para a construção de argumentos para a venda. 

“Com o emprego inteligente do ChatGPT, nossa expectativa é que os representantes consigam otimizar suas rotinas e obter resultados cada vez mais satisfatórios de seu trabalho”, diz Nauiack.

Leia também: O impacto do ChatGPT no Marketing Digital