A Vivo está usando seus recursos de Big Data para apoiar o governo de São Paulo no combate à pandemia do Covid-19. A partir do uso de Inteligência Artificial, será possível medir o deslocamento da população e avaliar os efeitos da quarentena. A partir de um acordo feito entre a operadora e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) serão geradas análises de informações que servirão de parâmetro para o enfrentamento da doença. 

O objetivo desta parceria é que a análise possa indicar tendências e antecipar os próximos passos da disseminação da Covid-19, além de apontar a eficácia das medidas de isolamento social. A tecnologia poderá indicar maior ou menor concentração populacional por localidade, em diferentes períodos, com ajuda de um mapa de calor. Assim, a equipe do IPT poderá identificar locais com maior concentração de pessoas como hospitais, postos de vacinação e de saúde. 

O mapa também pode analisar o isolamento social medindo o fluxo de pessoas nas principais vias da cidade e o deslocamento entre bairros. As informações são geradas a partir de dados disponíveis na rede móvel da operadora e analisados sempre respeitando a privacidade dos usuários e esses dados são acessíveis e comuns a qualquer operadora móvel do Brasil.