<p><span style="color: black; font-size: 10pt"><font face="Trebuchet MS"><o:p></o:p></font></span></p> <p style="text-align: justify"><span style="line-height: 115%; font-family: "><img alt="" align="right" style="width: 279px; height: 396px" src="/images/materias/Blog%20Beth/Consumo.jpg" />Como em nenhuma outra época precedente nestes tempos hipermodernos, desejo e consumo são disciplinas visceralmente integradas. Existem diversas visões para justificar o hiperconsumo contemporâneo. </span></p> <p style="text-align: justify"><span style="line-height: 115%; font-family: ">Liderando as motivações estão as faltas emocionais. Faltas de pessoas relevantes de nossa história, de sentimentos positivos ou negativos que elas nos causaram e de momentos que foram intensos ou insuficientemente gratificantes. Neste sentido marcas ou a posse de alguns bens preenchem o espaço entre o eu idealizado e o eu real. Ao adquirir determinada marca ou ter acesso a um bem, nos tornamos o eu que sonhamos. </span></p> <p class="MsoNormal" style="text-align: justify; margin: 0cm 0cm 10pt; mso-margin-top-alt: auto; mso-margin-bottom-alt: auto"><span style="line-height: 115%; font-family: ">Outra motivação essencial para o consumo é a busca pela individualização, por sentir-se e fazer-se único perante o mundo massificado em que vivemos. Ou ainda a necessidade de integração em grupos para fazer-se especial e aceito, ou seja, ao utilizar determinado objeto recebemos o passe de acesso a uma tribo.</span></p> <p class="MsoNormal" style="text-align: justify; margin: 0cm 0cm 10pt; mso-margin-top-alt: auto; mso-margin-bottom-alt: auto"><span style="line-height: 115%; font-family: ">Auto-estima e calor humano tornaram-se carências da era do hiperconsumo por excelência. Carências que são supridas no ato de comprar. Que outras motivações justificam o excesso de alternativas em produtos ou trocas de bens que ainda funcionam? Por que trocar de celular por um mais novo se o seu funciona bem? Por que utilizar uma bolsa de R$ 2.000,00 quando uma de R$ 200,00 ou de R$ 20,00 cumpre a mesma função? </span></p> <p class="MsoNormal" style="text-align: justify; margin: 0cm 0cm 10pt; mso-margin-top-alt: auto; mso-margin-bottom-alt: auto"><span style="line-height: 115%; font-family: ">Porque comprar supre carências emocionais, familiares e de auto-estima. Portanto, vender acima de tudo é suprir carências. Esquecemos esta visão toda vez que ancoramos nossa estratégia em uma </span><span style="line-height: 115%; font-family: ">abordagem</span><span style="line-height: 115%; font-family: "> exclusivamente promocional.</span></p>