Um aventureiro no marketing 12 de março de 2007

Um aventureiro no marketing

         

Leonardo Pallotta faz trilhas, corre e já escalou diversos pontos turísticos e usa este espírito aventureiro para sobrepor os desafios do marketing

Publicidade

<p><strong>Um aventureiro no marketing</strong></p><p>Por Bruno Mello<br /><a href="mailto:bruno@mundodomarketing.com.br">bruno@mundodomarketing.com.br</a></p><p><img class="foto_laranja_materias" src="images/materias/marketeiro/leonardo_pallotta1.jpg" border="0" alt=" " title="Leonardo Pallotta, Gerente de Marketing da Direct Talk" hspace="6" vspace="2" width="140" height="153" align="left" />“Irreverente, com atitude e buscando sempre uma aventura para alimentar a alma”. É assim que Leonardo Pallotta, Gerente de Marketing da Direct Talk, se define e assim ele realmente é desde que se entende por pessoa, profissional e esportista. Responsável pelas estratégias da empresa líder em soluções para a gestão de relacionamento com clientes na internet, Pallotta vive de superar desafios. </p><p>Foi assim quando ele começou a carreira. Antes de ingressar na área de planejamento e desenvolvimento de RH na American Express do Brasil, Pallotta vendeu seu carro e partiu rumo à Nova York para estudar inglês porque na primeira seleção ele fora reprovado pela fraca fluência na língua inglesa. “Não pensei duas vezes e uma semana depois já tinha vendido o carro e estava fazendo um curso intensivo”, lembra o jovem executivo de 30 anos. “Depois, quando voltei, a vaga era minha”, diz em entrevista ao Mundo do Marketing. </p><p align="left">Na Amex, Leonardo conquistou a confiança de seus chefes e ajudou a desenvolver projetos que foram replicados nas unidades internacionais da companhia. Nesta época, ele também descobriu que se saía bem quando o assunto era planejamento, desenvolvimento de pessoas e relacionamento. Foi aí que surgiu o convite para ingressar numa empresa de tecnologia que se propunha a ser referência no atendimento de clientes via internet. </p><p align="center"><img class="foto_laranja_materias" src="images/materias/marketeiro/leonardo_pallotta_trilha.jpg" border="0" alt=" " title="Leonardo fez trilha pela Rota do Descobrimento" width="250" height="186" /><br /><em>Leonardo fez trilha pela Rota do Descobrimento</em></p><p><span class="texto_laranja_bold">Arriscando o futuro</span><br />A proposta era sair de uma companhia multinacional com um bom plano de carreira para uma empresa que estava saindo do papel. “Na época foi uma mudança muito grande, mas assumi o desafio e hoje passamos de 10 para 80 funcionários e de três para 450 clientes”, comemora. Pallotta é um dos maiores responsáveis pelo sucesso da empresa que conquistou clientes como Petrobras, Bradesco, Daimler Chrysler, Pão de Açúcar, Magazine Luiza, Ponto Frio, Americanas, Accor, Vivo, Tam, Organizações Globo, entre outros.</p><p><img class="foto_laranja_materias" src="images/materias/marketeiro/leonardo_pallotta_escalada.jpg" border="0" alt=" " title="Escalada para superar desafios" hspace="6" vspace="2" width="150" height="224" align="left" />Na Direct Talk ele é responsável pelas estratégias de marketing, relacionamento e comunicação da empresa. “Até hoje o meu grande papel é fomentar o mercado para a DT e gerar leads qualificados. Trago a bola para dentro do gol. Tenho que fazer com que o nosso ciclo de vendas seja cada vez menor”, explica. Para isso, Leonardo, que é administrador, conta com seu ímpeto arriscado. Estuda nos livros e, na prática, os melhores caminhos. Ele fez cursos de especialização em marketing na ESPM e na FGV e agora parte para mais um no IBMEC. </p><p>Como gerente de marketing, o executivo se reporta diretamente aos sócios e é responsável por comandar equipes multidisciplinares que em 2006 realizaram 25 milhões de atendimentos via chat, e-mails e telefone. “Só entrei aqui porque é um negócio que tinha a possibilidade de ser revolucionário”, ressalta. “Aprendi com meu pai a não ter medo, ter confiança e ser humilde”, diz.</p><p>Pallotta reconhece que ainda tem muitas barreiras para sobrepor, mas a julgar pelo seu perfil aventureiro, o caminho será bem menos árido do que a trilha que fez pelo litoral da Bahia, suas corridas semanais no Ibirapuera e as escaladas pelo Dedo de Deus, Pão de Açúcar e Corcovado. “Escalar serve para você sobrepor desafios e é também uma válvula de escape que relaxa muito”, recomenda.<br /><br /><span class="texto_laranja_bold">Acesse</span><br /><a href="http://www.directalk.com.br" target="_blank">www.directalk.com.br</a></p>


Publicidade