Sabe quem foi mais chamada para uma conversa no último ano? Alexa Bruno Mello 7 de novembro de 2022

Sabe quem foi mais chamada para uma conversa no último ano? Alexa

         

Rui Piranda traz debate no Websummit, em Lisboa, sobre a importância da assistente de voz

Publicidade

O principal palco do Web Summit abriu hoje com Rohit Prasad, Senior VP & Head Scientist da Amazon. E ele afirmou nos primeiro minutos que a interação com Alexa cresceu 30% no último ano. Por quê? Porque tudo o que a Amazon quer é que Alexa seja vista mais do que uma Inteligência Artificial. Alexa está sendo pensada e evoluindo dia a dia para ser percebida como uma companhia, algo que faça parte da vida das pessoas.

Hoje, crianças já brincam e estudam com ela. Fazem as lições acessando diferentes fontes de consulta. E se divertem.

Falando em crianças, sabe como estar presente na vida delas? Grave sua voz por mais ou menos um minuto e meio. Alexa põe sua voz nos livros de história. Esta tem sido uma grande interação entre a família. Prasad falou que avós e avôs adoram fazer isso para poder “estar” a noite com seus netos contando histórias na hora de dormir.

Os desafios para a Inteligência Artificial continuam os mesmos: a melhor interpretação do que  está sendo dito para que a relação seja direta, sem a interrupção por equívocos. Para isso, Alexa entende o seu tom de voz. Se a sua entonação muda. A dela muda também. Seu time ganhou? Você está vibrando? Ela fica mais animada. Perdeu, ela fica mais neutra.  As unidades de última geração entendem que você está conversando com outra pessoa. E, sensivelmente reconhece as vozes e, pode, se você permitir, participar da conversa. Achou estranho?  Mas a voz é justamente o que deixa tudo mais relacional, pessoal e inclusive. E, claro, o que facilita o acesso para todos.

Prasad afirma que tornar Alexa conectada a todos os aparelhos que nos cercam é seu segundo principal desafio. Porque, assim, Alexa estará sempre à disposição para interagir, quando quisermos para facilitar a vida e, cada vez mais, participar dela.  Você aceita essa nova companhia?


Publicidade