Responda rápido. De tudo que você viu no Oscar, que cena mais chamou a sua atenção? Michelle Obama apresentando o melhor filme, direto da Casa Branca foi uma surpresa. “Dreamed a dream” com o elenco de Os  Miseráveis emocionou. Mas o Oscar de melhor momento, certamente, foi para Jennifer Lawrence e seu Dior, com alguns metros excedentes de saias, a nenhum metro do chão.
 
A cena humanizou a festa, trazendo os mitos cinematográficos ao plano real e também nos inspirou a um resgate das nossas campanhas de comunicação, sempre cheias de “clássicos”, às vezes, mal utilizados. A jovem atriz de 22 anos subiu ao palco, levantou a estatueta, falou bonito, mas a sua foto que mais apareceu foi a da queda na escada.
 
Que tal um vestido menos Dior e mais Jennifer? Empresas, que tal um benefício menos voltado ao produto e mais dirigido ao seu cliente? Muitas vezes, adotamos formulas clássicas em nossas campanhas de comunicação, certos de que vamos agradar a todos. Como não sabemos muito bem qual o perfil do nosso público, suas necessidades e formas de satisfazê-las, adotamos um benefício já consagrado, em geral ligado a Preço e Prazo. Elevamos a densidade promocional da oferta, tornando-a instável e passível de tropeços.
 
As unanimidades estão cada vez mais frágeis. A chegada de novos públicos ao mercado consumidor, a segmentação dos atuais, a crise das mídias tradicionais, a explosão de conteúdo e informação, tudo isso nos convida a não mais vestirmos “Dior” com tanta convicção, mas a customizar a grife às nossas necessidades.
 
Voltando ao Oscar, mais feliz foi a Helen Hunt que usou um vestido de R$ 150,00 da H&M, equilibrado por joias milionárias. Helen nos ensina que não há a necessidade de adotarmos um atributo único de maneira integral. Pelo contrário, a diversidade e a miscigenação culturais sugerem a harmonia entre os opostos. Por isso, tente perceber quais são os seus reais atributos diferenciais a uma campanha de sucesso. Vista você o seu melhor Dior. Não deixe que ele vista você.
 
Falar de preço é importante, mas não permita que os números encubram seus outros atributos, que são os seus diferenciais autênticos e duradouros. Talvez esta seja a melhor passarela para o Marketing do futuro. Capaz de garantir o maior prêmio que a sua marca pode obter, a fidelidade de seus clientes.
 
Empresas, que tal um benefício menos voltado ao produto e mais dirigido ao seu cliente?