McDonald’s convida clientes a participarem da construção de um futuro sustentável Bruno Mello 3 de novembro de 2022

McDonald’s convida clientes a participarem da construção de um futuro sustentável

         

Campanha "Mudando um pouco, mudamos muito" apresenta suas iniciativas ambientais

Publicidade

A Arcos Dorados, franquia que opera a marca McDonald’s em 20 países da América Latina e Caribe, apresenta os avanços na implementação de sua estratégia socioambiental corporativa, Receita do Futuro, lançando a campanha “Mudando um pouco, mudamos muito”. A novidade busca aproximar os clientes das iniciativas da empresa e convidá-los a realizarem mudanças no seu dia a dia, por menores que pareçam. A empresa reforça que as atitudes individuais podem ter um grande impacto em benefício do planeta e da sociedade quando se somam.

Essa é uma forma da marca aprofundar sua conexão com o consumidor dando luz a uma filosofia que norteia o trabalho diário de todas as suas equipes. Por meio do conteúdo, é possível conhecer parte das ações adotadas nos restaurantes da rede no Brasil, como a reciclagem de óleo de cozinha, o uso de bandejas fabricadas com resíduos orgânicos reciclados, a substituição de canudos de plástico para papel e o uso de embalagens de papel certificadas. Além disso, a campanha aproxima o consumidor dos pilares que compõem a estratégia ESG da empresa.

A campanha “Mudando um pouco, mudamos muito” é uma maneira de contar aos clientes um pouco das iniciativas que fazem parte da grande operação que está por trás dos produtos da marca. Além de gerar conhecimento sobre as ações pela sustentabilidade, o McDonald’s convida os consumidores a tomarem pequenas atitudes que, quando realizadas por muitos, farão uma grande diferença.

A Arcos Dorados reconhece que qualquer pequena ação que adota em sua operação tem a capacidade de se transformar rapidamente em uma mudança de grande impacto. Um exemplo de mudança implementada pela empresa foi a substituição de parte das embalagens de plástico por de papel. Com essa atitude, a Arcos Dorados reduziu em 48% a presença de plásticos descartáveis nos restaurantes e impediu a geração de toneladas de resíduos do material desde 2019.

Receita do Futuro

Segundo Gabriel Serber, Vice-Presidente de Compromisso Social e Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados, a companhia espera que a iniciativa apresente uma parte das ações e pavimente o caminho para que os clientes conheçam melhor os pilares que fazem parte de sua estratégia ESG. “’Mudando um pouco, mudamos muito’ é a tradução literal da nossa Receita do Futuro para os consumidores. Os compromissos socioambientais perpassam toda a empresa e, por isso, é muito importante que as milhões de pessoas que nos escolhem diariamente possam saber tudo o que fazemos. Trabalhamos muito para desenvolver uma mensagem clara e simples com a qual os consumidores possam se identificar e que os motive a participar dessas iniciativas”, afirmou o executivo.

No Relatório de Impacto Social e Desenvolvimento Sustentável 2021, a empresa destaca os avanços de suas práticas socioambientais, de suas práticas socioambientais, como a contribuição com o emprego e capacitação juvenil com quase 400.000 oportunidades de inclusão e formação profissional oferecidas aos jovens da América Latina. Em relação à diversidade e inclusão, em 2021, a Arcos Dorados aumentou a representação feminina em cargos de chefia, de 6% para 20% e formou mais de 70.000 colaboradores neste tema.

Já no pilar de abastecimento sustentável, destaca-se que 100% de suas embalagens à base de fibra possuem certificação FSC (Forest Management Council), que garante o correto manejo das florestas. Além disso, para combater as mudanças climáticas, a Arcos Dorados assumiu o compromisso de reduzir a pegada de carbono de sua própria operação em 36% e, em toda a sua cadeia de valor em 31% até 2030, o que lhe impulsionou ser a primeira e única empresa do setor, na América Latina, a emitir um título financeiro vinculado à sustentabilidade (Sustainability Linked Bond).

Leia também: Empresas têm papel fundamental na economia circular, avalia Ambiensys


Publicidade