<p>Quem já trabalhou em um projeto difícil, que demorou anos de estudo pra sair do papel e que foi copiado descaradamente do dia pra noite sabe… isso pode até ser legal, mas é sacanagem. Essa foi exatamente a minha sensação quando vi essa garrafa de Carrefour Cola do Chaves na prateleira do mercado.</p> <p>As marcas próprias têm todo o direito de existir como uma alternativa, na maioria das vezes mais barata, ao líder de mercado. Mas copiar desse jeito é uma estratégia muito questionável pois confunde o shopper e gera atritos com os grandes fornecedores (não vamo esquecer que a Coca certamente paga uma "bolada" por atividades de trade no Carrefour).</p> <p>Depois que percebi que o produto não era da Coca a primeira reação que tive foi pensar: "O Carrefour consegue vender um produto mais barato mesmo com escala menor e pagando por custos de licenciamento. Qual será a qualidade?" Não sei. Não comprei, porque achei competição desleal. E a diferença de preço não valia a pena pelo risco que imaginei.</p> <p>Ainda não consigo entender como o Carrefour consegue usar o mesmo modelo de garrafa da Coca-Cola. Como esse é um ícone da marca, se não foi patenteado ou protegido, também existe um erro da Coca na jogada… (lembram do <a href="http://bit.ly/d8rkXl">caso do sucrilhos Nestlé x Kellog's</a>?)</p> <p class="separator" style="clear: both; text-align: center"><a href="http://3.bp.blogspot.com/_dp0nVjfNMYM/TBWg2nAB0-I/AAAAAAAAAPo/HbbvxDZ1j28/s1600/carrefourcola.PNG" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em"><img height="400" src="http://3.bp.blogspot.com/_dp0nVjfNMYM/TBWg2nAB0-I/AAAAAAAAAPo/HbbvxDZ1j28/s400/carrefourcola.PNG" width="272" border="0" qu="true" alt="" /></a></p>