A Justiça norte americana tenta impedir uma aquisição da Anheuser-Busch InBev. Desta vez, a cervejaria global negocia a compra da marca Corona Extra, cerveja atualmente comercializada pelo Grupo Modelo of Mexico, em um negócio avaliado em US$ 20,1 bilhões. O Departamento de Justiça alega que a inclusão da Corona no portfólio da InBev reduziria consideravelmente a competitividade no mercado americano. A InBev é dona de marcas como Budweiser and Stella Artois. No Brasil, o grupo detém também marcas como Brahma, Skol, Antarctica e Bohemia.

InBev,corona,cervejaria,fusão