Dispositivos móveis são os preferidos de 74% dos brasileiros que consomem games Bruno Mello 6 de fevereiro de 2024

Dispositivos móveis são os preferidos de 74% dos brasileiros que consomem games

         

Smartphones e tablets atraem públicos cada vez mais amplos e se consolidam como uma alternativa mais acessível e econômica ao universo gamer

Dispositivos móveis são os preferidos de 74% dos brasileiros que consomem games
Publicidade

Nos últimos anos, a cultura gamer se consolidou como um fenômeno popular e extrapolou o simples ato de jogar videogame. Prova disso é que a indústria global de jogos eletrônicos chega a 2024 com faturamento anual de US$ 200 bilhões em 2024. Só o Brasil, décimo maior mercado da categoria, registra um movimento anual de cerca de R$ 13 bilhões, conforme aponta o estudo “Gameverso: Onde Tudo Está Conectado”, realizado pela MindMiners.

A explicação para o crescimento do mercado de games começa pelo aumento da oferta das plataformas que comportam os jogos eletrônicos. Neste recorte, destacam-se os celulares e tablets: 74% dos entrevistados pela MindMiners elegeram os dispositivos móveis como os seus favoritos para as sessões de jogos. Computadores (44%) e consoles (43%) fecham o top 3.

Outra explicação para a expansão do mercado é a crescente profissionalização da persona gamer, um fenômeno que se estende tanto aos jogadores inseridos em plataformas tradicionais, como os consoles e os desktops, quanto aos players de games desenvolvidos para aparelhos móveis. Como consequência, o ecossistema gerado pelos eSports proporcionou a ascensão profissional de jogadores e streamers, bem como trouxe às marcas um novo mundo a ser explorado.

Para Danielle Almeida, CMO da MindMiners, para as marcas, é essencial compreender esse universo, uma vez que o mercado gamer abrange eventos, competições, criadores de conteúdo, empresas multinacionais, comunidades e uma variedade de serviços correlacionados. Estes ambientes, por sua vez, permitem a oferta de experiências personalizadas e relevantes para um público em expansão.

Gamers e suas preferências

 Apenas 17% dos entrevistados pela MindMiners disseram interagir com a cultura gamer na qualidade de espectadores, acompanhando jogos ou participando de campeonatos de eSports. Os demais respondentes se classificaram como jogadores, que podem ser divididos em diferentes perfis e hábitos de consumo.

A maioria dos entrevistados que se classificam como gamers afirmam ser jogadores casuais. O estudo mostra, também, que 48% dos gamers consomem alimentos enquanto jogam. Chocolates (45%) e snacks (44%) estão entre as opções favoritas, mas as predileções giram em torno de alternativas práticas, de fácil preparo e consumo.

O estudo ressalta, ainda, que a audiência gamer manifesta uma clara preferência por bebidas não alcoólicas que oferecem energia e sensação de frescor. Entre as favoritas desse grupo dinâmico, destacam-se bebidas que contêm cafeína, como cafés e refrigerantes.

Quando não estão envolvidos diretamente com os jogos, os gamers mantêm uma presença constante nas telas durante diversas outras atividades. Algumas dessas atividades estão relacionadas à cultura geek, como assistir séries (66%), embora apenas 31% das pessoas se identifiquem como parte desse universo.

Leia também: Acer fortalece estratégias de branding para se destacar no mercado dos games

Clube Mundo do Marketing


Publicidade