De olho na Geração Z, marcas investem em recursos no formato “TikTok” para impulsionar vendas de seus aplicativos Bruno Mello 26 de janeiro de 2023

De olho na Geração Z, marcas investem em recursos no formato “TikTok” para impulsionar vendas de seus aplicativos

         

Amazon testa recurso semelhante à rede social chinesa nos EUA, enquanto tecnologias de marketing trabalham para incorporar o formato a demais aplicativos

Publicidade

Que o TikTok é famoso por suas dancinhas, vídeos de humor e desafios, nós já sabemos. Entretanto, a Geração Z, que inclui as pessoas que nasceram após o ano 2000, não vê mais o aplicativo apenas como uma rede social. A plataforma chinesa está se tornando o principal mecanismo de buscas para os jovens, além de um meio de e-commerce. E a familiaridade do público com esse formato está afetando a forma como outras marcas se comunicam. 

Enquanto os pequenos empreendedores se contentam em criar conteúdo “stories” para as redes, as grandes empresas projetam transformar o formato de sua comunicação para atrair esse público. Em dezembro do último ano, por exemplo, a Amazon lançou nos Estados Unidos um novo recurso em seu aplicativo semelhante ao TikTok. Chamado Inspire, a ferramenta, que ainda está em período de teste, permite que os clientes da norte-americana explorem produtos no mesmo formato da rede social chinesa, a partir de postagens de influenciadores, marcas e até outros clientes. 

Por enquanto, o recurso da Amazon ainda não chegou ao Brasil, mas algumas tecnologias já esboçam como será o futuro. A CleverTap, plataforma de retenção e engajamento de usuários, se juntou ao Storyly, empresa responsável por integrar o formato de stories (TikTok) aos aplicativos, para inserir publicidade em plataformas que não são redes sociais, como apps móveis e sites comerciais. 

“A Geração Z não foi educada com conteúdos digitais diretos e engessados, pelo contrário. É um público mais exigente, que quer interatividade a todo momento. O formato de stories e TikTok se comunica diretamente com o público, porque oferece experiências personalizadas. O usuário se sente no comando da tecnologia”, explica Victor Paschoal, Head de Marketing da CleverTap. 

Não há como certificar que este formato será consolidado nos próximos anos. A tecnologia muda a cada momento e as preferências dos usuários também. Mas um fato é certo: as pessoas exigem cada vez mais interatividade na internet. 

Leia também: Cinco dicas para crescer no TikTok em 2023


Publicidade