5 edições limitadas de tênis que mexeram com o mercado Bruno Mello 12 de abril de 2023

5 edições limitadas de tênis que mexeram com o mercado

         

Inovações trouxeram novo olhar para a categoria, que deve crescer 1,6% em 2023

A inflação mundial, a escalada dos juros norte-americanos e o endividamento crescente das famílias brasileiras devem ter impacto no crescimento do setor calçadista em 2023. O crescimento em 2023 deve ficar em 1,6%, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). Quando analisamos o setor a nível global, os números não são nada bons. 

A inflação mundial, impulsionada pelos problemas logísticos pós-Covid 19 e agora pelo conflito no Leste Europeu, somada ao desaquecimento de grandes economias mundiais, caso dos Estados Unidos e Zona do Euro, devem ser determinantes para a menor dinâmica de crescimento para o setor calçadista em 2023, que deve crescer apenas 2,7%, pior resultado nos últimos três anos.

Para isso, as marcas estão apostando em collabs, edições limitadas e lançamentos inusitados a fim de movimentar a categoria e criar um desejo de exclusividade que mova os consumidores a buscarem investir em um novo modelo.

Confira cinco lançamentos que movimentaram o setor:

Puma e BMW

A Puma e a BMW lançaram uma coleção de tênis em parceria denominada BMW LGND. O lançamento inspira-se em dois ícones de desempenho: a BMW M4 Series e a linha Puma Speedcat. O novo modelo traz sugestões de estilo que caracterizam a marca da Baviera, e simultaneamente, o que há de mais atual em tecnologia de desenvolvimento de calçados.

Além dos detalhes cromados inspirados nas peças de acabamento do M4, os BMW LGND também apresentam o conhecido “Hofmeister Knick”, uma curvatura nas linhas das janelas que separam os vidros laterais traseiros do vidro traseiro. A primeira versão dos tênis BMW LGND já está disponível em lojas Puma selecionadas e online no site da marca alemã, com a versão exclusiva BMW M Motorsport nas famosas riscas tricolores ‘M’.

Adidas e Victorinox

A Adidas acaba de lançar outra colaboração inesperada: o Adidas x Victorinox EQT Support 93, com um compartimento específico para canivete. Inspirado nos icônicos canivetes do exército suíço, o modelo apresenta materiais como lona e neoprene, que reforçam a vibração robusta dos tênis. Ainda há outros detalhes da Victorinox, como os logotipos da marca suíça em todo o sapato, incluindo a Cruz e o Escudo de um lado e as coordenadas da sede da Victorinox na sola externa. A edição limitada chegou ao Brasil custando R$ 1.527,00.

Heineken

O Heinekicks foi um produto criado para o mercado asiático, mas que chamou a atenção do mundo todo por conter cerveja na sola do calçado. Para criar o produto, a Heineken se uniu a “The Shoe Surgeon”, também conhecido como Dominic Ciambrone, um célebre designer de tênis que fez sapatos para nomes como LeBron James, DJ Khaled e Drake. Os Heinekicks são tênis de edição limitada para combinar com o lançamento da Heineken Silver, a cerveja mais leve e de baixo teor alcoólico da cervejaria que começou a ser vendida em 2022.

Além de combinar os tons de verde, prata e vermelho encontrados nas garrafas Heineken Silver, cada sapato tem um abridor de garrafas de metal removível embutido na língua.

Weedo, da 8000Kicks

É com frequência que a marca portuguesa 8000Kicks recebe a pergunta “Podemos fumar os sapatos?”, já que se dedica a fabricar calçado feito da fibra da planta de canábis. Levando a brincadeira adiante, a marca apresenta o novo modelo Weedo feito com a flor da planta.

O sapato de edição limitada é produzido com materiais sustentáveis incluindo cadarços de algodão e cânhamo, palmilhas de cânhamo e um interior de cânhamo. Cada par contém entre 400g e 500g de canábis CBD e leva até 30 horas para ser fabricado totalmente à mão.

Para construir o sapato, foi necessário um moedor industrial para triturar a flor de canábis em pedaços pequenos, que foram posteriormente costurados manualmente. Para garantir que o sapato é vegan e sustentável foi utilizada uma cola à base de água para unir os materiais. “Acreditamos que este projecto irá surpreender o nosso público que procura um par mais excêntrico”, afirmou em comunicado, Bernardo Carreira, CEO da 8000Kicks. Devido aos altos custos e à mão de obra especializada necessária, haverá apenas 100 pares disponíveis com um preço estimado entre mil euros e 1.500 euros.

Adidas e Gucci

Na coleção adidas x Gucci, o trefoil e as três listras da adidas se misturam com o monograma e outros códigos clássicos da Gucci. Inspirada pela história e tradição de ambas as marcas, mas trazendo um toque moderno através de uma cartela de cores variadas. Essa é a segunda coleção que eles lançam juntos, mostrando a força de uma collab para a categoria. 

A coleção além de exclusiva, chega com um toque mais diferente das demais colaborações: é possível arrematar um armário para calçados por R$ 610 mil em que vem 12 pares de calçados da collab.Para adquirir é preciso entrar em contato com a marca e fazer a encomenda.

Leia também: Gol passa a adotar uso de tênis no uniforme em parceria com Yuool