Pensadas tanto para clientes quanto para colaboradores, as campanhas de incentivo assumem um papel vital nas estratégias de engajamento de uma empresa. Partindo do meio interno para o externo, essas ações buscam, por meio de premiações e diversas modalidades de reconhecimento, motivar e, obviamente, incentivar os colaboradores em busca de resultados. Dessa forma, a performance da equipe refletirá positivamente na maneira de se relacionar com os consumidores, aumentando o potencial de atração de novos clientes.

Não necessariamente uma prática recém-criada, o Marketing de Incentivo manteve a relevância e, nos dias atuais, aparece como uma das ferramentas estratégicas mais importantes para o bem-estar operacional e financeiro de uma companhia.

Tal longevidade pode ser explicada pela constante adaptação da filosofia da modalidade, que, ao longo dos anos, vem se moldando às novas demandas mercadológicas e tecnológicas, privilegiando o fator humano no centro de cada ação. Para orientar os profissionais que desejam implementar ou melhorar o Marketing de Incentivo no futuro, Silvana Torres, Presidente e Fundadora da Mark Up, listou quatro tendências que devem ditar os rumos da prática nos próximos anos.

1. Agilidade para acompanhar as mudanças diárias que acontecem no mercado

Dinamicidade: uma das palavras que deve ser compreendida por todo profissional de Marketing. O termo descreve perfeitamente os movimentos do mercado, desde as mudanças impostas pela tecnologia até as variações do comportamento do consumidor. Neste cenário, a palavra adaptabilidade também ganha peso na criação de estratégias de incentivo. “A pandemia em si foi um grande exercício para isso: como premiar os participantes de uma campanha no cenário que se desenhava? Como realizar eventos ou viagens em um momento como esse? Como fazer a operação toda funcionar com colaboradores em suas casas?”, reflete Silvana.

2. Antecipação das necessidades futuras dos consumidores

Dentro do contexto descrito pela dinamicidade, práticas como o Marketing de Incentivo deixaram de ser métodos táticos e evoluíram ao patamar de ferramentas estratégicas. Repaginadas, as ações exigem que os times de Marketing conheçam a fundo os consumidores e os participantes do negócio. “Conhecendo seu público, a antecipação das necessidades futuras dos consumidores não é um campo tão nebuloso. Ao invés de se preocupar com problemas futuros, por meio de estratégias de business plan, a empresa se antecipa aos impasses, direcionando o que deve ser feito para resolver suas necessidades sem impactar o seu negócio”, comenta.

3. Embarque na revolução digital

Dados são a alma do Marketing de Incentivo. A partir dos números, é possível tomar decisões mais acertadas e personalizar estratégias de acordo com a distinção das necessidades. Naturalmente, a prática muito se beneficia do avanço dos recursos tecnológicos que contribuem para a captação e leitura dos dados. No entanto, é preciso ter atenção. “Hoje, o grande desafio consiste em gerenciar esse excesso de dados. Aproveitar a elevada disponibilidade de informações para gerar conhecimento ativo e aplicável ao fortalecimento das relações com clientes e à melhor gestão de recursos, que proporcionará mais eficácia e mais vendas”, adverte a Presidente.

4. Custo-benefício que cerca todos esses fatores

Amigável à saúde financeira das empresas, o Marketing de Incentivo entrega um excelente rendimento custo/benefício para as operações. “Em cenários de crise como dos últimos anos, o Marketing de Incentivo tem sido um grande aliado das marcas para reverter o quadro e contribuir para a solução de seus desafios, já que essa ferramenta teve seu potencial ampliado com os atuais recursos tecnológicos como sites, apps, WhatsApp, Chat Bot e Inteligência Artificial, atingindo um público muito maior, com mais velocidade e redução de custos”, finaliza Silvana.

Tem mais no Clube Mundo do Marketing! Jansen Moreira, CEO da Incentive.me, listou três pontos de alerta para o sucesso de uma campanha de incentivo. Você sabe como utilizar a Lei de Pareto a favor da sua empresa? Acesse os insights trazidos pelo CEO:

Leia também: Aumento nas vendas e consolidação dos negócios: entenda os benefícios do Marketing de incentivo

*Com supervisão de Priscilla Oliveira e Bruno Mello