Ronaldinho “abandona” a Seleção Brasileira em ação com a Rexona Bruno Mello 17 de junho de 2024

Ronaldinho “abandona” a Seleção Brasileira em ação com a Rexona

         

Patrocinadora oficial da Copa América, marca da Unilever escalou o craque para uma campanha desenvolvida para causar inquietação nos torcedores brasileiros

Ronaldinho "abandona" a Seleção Brasileira em ação com a Rexona
Publicidade

Os famosos dribles de Ronaldinho Gaúcho desconcertaram o campo do Marketing no fim de semana. Protagonizando a ação “Torcida Que Não Abandona”, da Rexona, o bruxo causou um alvoroço nas redes sociais ao “criticar” os jogadores da Seleção Brasileira, que se preparam para a disputa da Copa América USA 2024.

A ideia da campanha, criada pela Speakeasy Estratégia e Comunicação, é criar uma inquietação coletiva sobre o crescente movimento de abandono à Seleção, endossado por um grupo expressivo de torcedores cada vez mais descrentes e descontentes com o atual momento da Pentacampeã Mundial.

Segundo Poliana Sousa, Gerente Geral de Cuidados Pessoais da Unilever Brasil, a ação visa exaltar a importância da confiança da torcida, responsável por transmitir a energia que se transforma em raça dentro de campo.

No entanto, as críticas pegaram de surpresa o universo esportivo e foram repercutidas pelo mundo, chegando, inclusive, à concentração da Seleção Brasileira. No momento da publicação, torcedores e jogadores não sabiam que as falas de Ronaldinho faziam parte de uma ação de Marketing.

A repercussão 

Publicidade

Na noite de sexta-feira, 14, a internet foi arrebatada pela repercussão das fortes críticas tecidas por Ronaldinho Gaúcho ao desempenho dos jogadores que compõem a atual Seleção Brasileira, fechada para a disputa da Copa América.

Em entrevista ao YouTuber Cartolouco, o craque disse que este é “um dos piores times dos últimos anos, não tem líderes de respeito, só jogadores medianos em sua maioria”, completando que lhes falta “amor à camisa, garra e o mais importante de tudo, futebol”.

Ao fim da fala, Ronaldinho declarou seu abandono à Seleção e prometeu não assistir a nenhum jogo da equipe durante o torneio continental. Pouco depois, as críticas chegaram ao núcleo da CBF e foram comentadas pelos jogadores do atual elenco.

Em coletiva de imprensa, o atacante Raphinha, do Barcelona, se disse surpreso com as falas de Ronaldinho e discordou da opinião do ex-jogador, mas previu que a ação poderia se tratar de uma campanha protagonizada pelo ídolo. Mesmo assim, informações divulgadas pelo UOL apontam que as declarações geraram mal-estar no elenco comandado por Dorival Júnior.

Um dia após a divulgação da entrevista em seu próprio perfil, Ronaldinho voltou a falar no sábado, 16, desta vez ao YouTuber Fred Desimpedidos. O bruxo explicou que as críticas se referiam não às suas próprias opiniões, mas emulam as falas dos brasileiros que deixaram de apoiar a Seleção.

O ex-atleta convidou os torcedores a se colocarem no lugar dos jogadores e a imaginar o que eles sentiam ao ouvir críticas tão pesadas antes de entrar em campo. Respondendo ao próprio desafio, Ronaldinho disse que as mensagens levam a moral para baixo, e o apoio à Seleção faz toda a diferença para os jogadores.

No entanto, a ideia da campanha parece ter ricocheteado e gerado um efeito completamente oposto do esperado. Em vez de se opor às críticas, torcedores e outros atletas importantes, como Romário, reverberaram as falas, argumentando que Ronaldinho havia dito o que pensa a maioria dos torcedores.

A Seleção Brasileira estreia na Copa América na próxima segunda-feira, 24, contra a Costa Rica.

Leia também: Marketing de emboscada: o que marcas devem fazer para evitar infrações?

Clube Mundo do Marketing


Publicidade