Poucos pais ganharão o que realmente desejam no Dia dos Pais, aponta Google Bruno Mello 7 de agosto de 2023

Poucos pais ganharão o que realmente desejam no Dia dos Pais, aponta Google

         

Pesquisa inédita divulgada pela empresa indica que 52% dos pais gostariam de ganhar produtos eletrônicos, mas apenas 22% devem receber algum item da categoria

Poucos pais ganharão o que realmente desejam no Dia dos Pais, aponta Google
Publicidade
Amazon Prime Day

Que o Dia dos Pais promete trazer bons resultados para os varejistas em 2023, você já sabe. Você também já deve saber que a data promete movimentar R$ 26,94 bilhões no comércio, de acordo com um levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Agora, só falta saber exatamente que tipo de presente os papais gostariam de ganhar.

Isso porque 26% dos brasileiros têm dificuldades para definir o presente ideal para os pais, conforme aponta uma pesquisa divulgada pelo Google para a data. Curiosamente, a mesma pesquisa resolve o xis da questão: 52% dos pais gostariam de ganhar produtos eletrônicos (celulares, TV, notebooks, e caixas de som. Ainda mais curioso, no entanto, é que apenas 22% dos entrevistados afirmaram que optarão por estes produtos na hora de presentear.

Além dos eletrônicos, a lista de desejos dos papais é completada por itens de moda (22%), eletrodomésticos e eletroportáteis (17%), bebidas, cestas ou experiências (14%), itens para casa (14%) e produtos de beleza e perfumaria (13%).

Já os compradores se manterão fiéis à categorias tradicionais, como moda (43%) e beleza e perfumaria (27%), seguidos por eletrônicos (22%), bebidas, cestas ou experiências (15%), eletrodomésticos ou eletroportáteis (10%) e itens para casa (7%).

Onde – e por que – comprar

Publicidade

Para 21% dos potenciais compradores de presentes, a faixa de preço do produto interfere diretamente na concretização da aquisição, principalmente em casos em que o preço está acima da intenção de gasto. Por isso, 34% dos entrevistados afirmam que elementos como preços, descontos, cupons e promoções são cruciais na hora de escolher a loja para comprar o presente.

O fator preço se estende também a características específicas das compras digitais: 22% dos entrevistados responderam que irão escolher sites e marketplaces que ofereçam menores custos de entrega ou, idealmente, frete grátis.

Em contrapartida, as lojas físicas estão reconquistando a preferência dos consumidores. De acordo com a pesquisa, 40% dos compradores recorrerão a elas para encontrar o presente perfeito para a data – um crescimento de 8 pontos percentuais em comparação ao ano passado. Neste cenário, cabe destacar que o bom atendimento é um fator essencial para 30% dos clientes na hora de fechar a compra.

Para Antonella Weyler, especialista de insights para o segmento de Varejo do Google Brasil, a pesquisa evidencia que a conexão dos desejos dos pais ao dos compradores pode ser uma oportunidade para ampliar e inovar nas categorias compradas na data e diminuir a dificuldade na escolha do presente. Neste panorama, a especialista enxerga uma relação vantajosa para todos os envolvidos, que pode, inclusive, facilitar as escolhas dos presentes nas próximas datas festivas, como o Natal.

Leia também: Vendas de fragrâncias masculinas sobem com proximidade do Dia dos Pais


Publicidade