Maioria dos profissionais de Marketing aprova semana de 4 dias úteis Bruno Mello 12 de junho de 2023

Maioria dos profissionais de Marketing aprova semana de 4 dias úteis

         

Em enquete feita pelo Mundo do Marketing, apenas 14% acham que novo sistema não deve funcionar

Maioria dos profissionais de Marketing aprova semana de 4 dias úteis
Publicidade
Oferta Antecipada Prime Day

A organização sem fins lucrativos 4 Day Week, que conduz teses globais sobre a carga horária reduzida, e a brasileira Reconnect Happiness at Work anunciaram que o Brasil será palco de um experimento sobre o impacto da jornada de trabalho semanal de quatro dias. O piloto será implementado de novembro de 2023 a maio de 2024 e já gera discussões entre os profissionais. Aqueles que atuam com o Marketing estão animados com essa possibilidade e a maioria (86%) aprova o novo modelo, segundo enquete feita pelo Mundo do Marketing no LinkedIn.

Apenas 14% acham que uma semana em que se trabalhe menos não dê resultados. Entre as pessoas que não aprovam os argumentos são de que os salários vão cair ou que o desemprego vai aumentar. Aqueles que estão mais otimistas esperam que a carga horária seja atribuída de maneira organizada ou escalonada.

Alex Liziero, fundador da Liziero Social Media, comentou que em sua agência o formato já é adotado. “Tenho uma agência de marketing há três anos, desde que iniciamos a agência estabelecemos um dia da semana de folga, ou seja a semana de quatro dias úteis. Isso só é possível com um processo muito bem alinhado com a equipe e nossos clientes, e também uma cultura de empresa forte”, comentou. A enquete foi respondida por 1.805 pessoas entre 5 e 12 de junho deste ano.

O que os especialistas dizem

Para a especialista em carreira, Patricia Y. Agopian, no início da implementação da jornada de quatro dias, os funcionários entregarão mais, ou seja, serão mais produtivos, devido a motivação por um benefício.

Publicidade

“Haverá um impacto positivo na produção a curto prazo. Mas com o tempo, os colaboradores irão se acostumar e entregarão o mesmo que entregam hoje. Haverá uma acomodação, mas no fim será “elas por elas”.  De qualquer forma, acho que, pensar a flexibilidade no modelo de trabalho, é algo que faz sentido, principalmente no futuro”, pontua Patrícia, CEO da Bússola Executiva, escola digital voltada para a carreira executiva e ascensão e aceleração na jornada profissional.

Formato em avaliação – Em junho e julho, a Reconnect oferecerá informações sobre o programa para qualquer empresa que demonstrar interesse em participar no Brasil. Não há pré-requisitos, a empresa apenas precisa responder a um formulário para ter acesso à mentoria.

Clube Mundo do Marketing

Leia também: Neurociência e soft skills: o que isso tem a ver com o profissional de Marketing?


Publicidade