Black Friday 2023 deve levar pelo menos 89% dos brasileiros às compras Bruno Mello 26 de outubro de 2023

Black Friday 2023 deve levar pelo menos 89% dos brasileiros às compras

         

Estudo realizado pela Macfor aponta que os descontos são o principal motriz para o consumidor, que pretende realizar gastos generosos durante a data

Black Friday 2023 deve levar pelo menos 89% dos brasileiros às compras
Publicidade

56% dos brasileiros pretendem aproveitar a Black Friday deste ano para ir às compras, enquanto outros 33% afirmam abrir a carteira para a ocasião todos os anos. É o que indica o estudo “Black Friday 2023: do desejo à compra”, realizado pela Macfor. O estudo aponta, também, que 8% dos consumidores nunca compraram durante a Black Friday mas gostariam de comprar, deixando em aberto a possibilidade de compra na data mais aguardada de novembro.

Durante o estudo, os entrevistados foram convidados a revelar os principais motivos que os fazem considerar as compras durante a Black Friday. 44% deles responderam que os descontos são o principal drive de compra, uma motriz que dialoga com a necessidade de economia, motivo citado por 22% dos respondentes. Ofertas em produtos anteriormente desejados (13%), frete mais baixo (11%) e outros (10%) fecham a lista.

O estudo também identificou que, ao contrário do que acontece durante a maioria das principais datas comerciais no Brasil, a Black Friday consiste em um momento de “compras egoístas” ou de auto recompensa. 85% dos entrevistados revelaram a intenção de aproveitar a data para adquirir produtos para si próprios.

Por outro lado, a tendência não impede que os consumidores façam compras para satisfazer a si mesmos e a outros: 37% dos respondentes disseram que comprarão para presentear seus parceiros, enquanto 36% pretendem presentear os pais e 25% planejam presentear os filhos.

Próprios presentes ou não, os produtos mais buscados durante a Black Friday deverão se dividir em quatro categorias principais: moda e acessórios (27%), eletrônicos e eletrodomésticos (20%), móveis e decoração (20%), livros e papelaria (18%), beleza e saúde (15%) e alimentos e bebidas (11%). Amazon, Netshoes e Mercado Livre aparecem como os principais marketplaces citados pelos consumidores.

Publicidade

Canais e estratégias – o comportamento do consumidor

 Embora a exata metade dos consumidores tenha destacado a preferência por fazer as compras para a Black Friday em canais online, outra parcela significativa (32%) alega não ter preferências quanto ao canal de compra, sendo a atratividade das promoções o principal fator de decisão para o grupo.

Neste recorte, apenas 18% dos entrevistados pela Macfor disseram que farão as compras em lojas físicas. Com ambos os canais no foco da preferência de grupos distintos de consumidores, marcas que trabalham promoções em lojas físicas podem pensar em levar estratégias também ao mundo digital, entregando aos clientes boas experiências omnichannel.

Neste contexto, o termo estratégia ganha relevância em outro campo extremamente importante para o sucesso das marcas durante a data: a definição dos preços e descontos. 24% dos consumidores afirmam acompanhar os preços dos itens de desejo seis meses antes do início da Black Friday para evitar cair em armadilhas como a conhecida promoção pela metade do dobro.

Outros 56% afirmam acompanhar os preços dos produtos desejados ao longo de um período que se estende entre três meses e poucas semanas antes do início da janela de vendas. Logo, marcas que desejam aproveitar a ocasião devem praticar descontos reais. O momento é propício para a queima de estoque de produtos parados e ter produtos de curva é algo essencial para atrair a atenção do consumidor.

Gastos e formas de pagamento

 O estudo aponta que o ticket médio para a data deverá ser alto. Neste ano, 41% dos consumidores pretendem gastar acima de R$ 800 em suas compras. Entre as categorias mais buscadas nessa faixa de preço estão as jóias, eletrônicos, eletroportáteis, telefonia, informática e eletrodomésticos.

Na hora do pagamento, o queridinho dos consumidores é o cartão de crédito, citado por 70% dos entrevistados. Em ascensão, o Pix aparece como a forma de pagamento escolhida por 56% dos respondentes. Cartão de débito (37%), Dinheiro (33%) e Boleto (18%) fecham a lista de favoritos.

Segundo a Macfor, o cartão de crédito ainda é o preferido por oferecer facilidades e possibilidades de parcelamento, pontos de muita relevância para o consumidor brasileiro. Já o Pix tem ganhado destaque especialmente quando acompanhado de descontos extras.

Leia também: Black Friday: os erros de planejamento mais comuns cometidos pelas marcas

Infracommerce - Clube Mundo do Marketing


Publicidade
Amazon Prime Day