10 tendências que impactarão a indústria criativa até 2040 Bruno Mello 11 de junho de 2024

10 tendências que impactarão a indústria criativa até 2040

         

Estudo realizado pela W Futurismo, Foresight e Futures Studies mostrou que mercado será impactado por IA de diversas maneiras e deve se preparar desde agora

10 tendências que impactarão a indústria criativa até 2040
Publicidade

A indústria criativa já vem sentindo os efeitos da Inteligência Artificial, ainda que ela tenha dado os primeiros passos. Representantes dos setores editorial, audiovisual, musical e jornalísticos entregaram ao Senado Federal em abril uma carta de recomendações sobre o uso da tecnologia. O objetivo é reivindicar direitos de artistas em um momento em que a IA generativa parece tomar o lugar deles.

Durante o Rio2C, a futurista Jaqueline Weigel abordou os impactos da IA no setor e previu o que poderá acontecer no mercado nos próximos anos. Os dados fazem parte do estudo “Futuro da Indústria Criativa”, apresentado no evento.

O levantamento tem como objetivo fazer as empresas do setor saírem do modo responsivo de mercado para o padrão antecipatório à mudanças, estando preparadas para ajustar seus planos e estratégias de forma antecipada perante os concorrentes, cada vez mais ocultos.

A análise aponta que se não for devidamente regulamentada e supervisionada, a Inteligência Artificial pode perpetuar dilemas existentes, levando o mercado a decisões injustas ou discriminatórias, sendo uma ameaça à segurança e à privacidade se utilizada de maneira inadequada ou maliciosa.

Confira 10 tendências que impactarão a indústria criativa até 2040:

Publicidade

Algoritmos de personalização sofisticados: Plataformas de streaming e mídias sociais utilizam Inteligência Artificial para recomendar conteúdo com alta precisão, criando ainda mais bolhas de filtro e limitando a diversidade de perspectivas.

Proliferação de formatos imersivos: Realidade virtual, realidade aumentada e holografia se tornam comuns em entretenimento, educação, treinamento e outras áreas.

Desenvolvimento de interfaces cérebro-máquina: A tecnologia permite a interação direta com dispositivos e conteúdos, abrindo novas possibilidades para jogos, comunicação e controle de dispositivos.

Mídia Descentralizada e Colaborativa: criadores de conteúdo e usuários assumem um papel ativo na produção, distribuição e consumo de mídia. Ferramentas colaborativas facilitam a criação e o compartilhamento de conteúdo, democratizando a produção audiovisual. Crowdfunding e modelos de assinatura permitem que o público financie diretamente a produção de conteúdo, dando aos criadores mais controle sobre seu trabalho.

Convergência de Mídias e Inteligência Artificial: As linhas entre diferentes mídias se dissolvem, criando novas formas de contar histórias e interagir com o público. Histórias se desenvolvem em diversas plataformas, exigindo que o público participe ativamente para desvendar a narrativa completa. A IA é utilizada para criar interfaces conversacionais que simulam interação humana, oferecendo serviços de atendimento ao cliente, educação personalizada e entretenimento interativo.

Realidade Sensorial: Tecnologias avançadas replicarão os cinco sentidos, criando experiências imersivas ainda mais realistas.

Inteligência Artificial Ambiental: A IA será utilizada para otimizar o consumo de energia, reduzir a emissão de carbono e tornar a indústria da mídia e do audiovisual mais sustentável.

Novos Modelos de Negócio: surgirão novos formatos de negócio e outros podem ganhar força para atender à demanda por conteúdo personalizado e sob demanda. Isso pode incluir assinaturas, micropagamentos, crowdfunding e outras formas de monetização. Os criadores de precisarão ser criativos e adaptáveis para encontrar os melhores modelos de negócios para alcançar seu público e gerar receita.

Desafios Éticos e Legais: A ascensão da mídia audiovisual e do conteúdo em 2040 trará desafios éticos e legais. Isso inclui questões como privacidade de dados, propriedade intelectual, desinformação e o impacto social da tecnologia. Será necessário desenvolver novos frameworks éticos e legais para garantir que a mídia audiovisual seja usada de forma responsável e ética.

Impacto Social: A mídia audiovisual e o conteúdo terão um impacto significativo na sociedade em 2040. Eles podem ser usados para promover a compreensão, a educação, o entretenimento e a mudança social. No entanto, também podem ser usados para espalhar desinformação, promover ódio e manipular a opinião pública. Será importante usar a mídia audiovisual de forma responsável e ética para promover um futuro positivo para todos.

Extra:

Conteúdo gerado por IA: Algoritmos de IA serão capazes de gerar cada vez mais conteúdo original completo, como filmes, séries, músicas e livros, levantando questões sobre autoria e criatividade.

Leia também: Rio2C 2024: atividades do segmento de creator economy crescem no evento

Clube Mundo do Marketing


Publicidade