Venda de tablets registra queda de 20% no primeiro trimestre 26 de junho de 2015

Venda de tablets registra queda de 20% no primeiro trimestre

         

Alta do dólar é o principal responsável pelo desempenho do mercado, expectativa era que recuo fosse ainda maior. Dados fazem parte de estudo realizado pela IDC Brasil

Publicidade

A venda de tablets no Brasil registrou queda de 20% nos três primeiros meses do ano. A alta do dólar, as diminuições do crédito e da confiança do consumidor na economia brasileira foram fatores determinantes. Apesar do baixo desempenho entre janeiro a março, quando o varejo registrou a venda de 390 mil unidades a menos em comparação a 2014. A performance ainda foi melhor do que o que havia sido projetado anteriormente. A constatação faz parte do estudo IDC Brazil Tablets Tracker Q1, feito pela IDC Brasil.

A valorização da moeda norte-americana foi responsável pelo aumento de 17% no valor dos dispositivos, em relação ao quarto trimestre de 2014, o que afetou as vendas. A tendência é que o preço continue subindo e as vendas caindo. De acordo com o levantamento, os lançamentos de aparelhos telefônicos com telas grandes, os phablets, também têm levado à falta de interesse pelos tablets.

O estudo da IDC Brasil mostra que do total de tablets vendidos, 41 mil foram modelos dois em um (notebooks com tela destacável), categoria que cresceu 115% em relação ao quarto trimestre do ano passado. Além disso, 94% foram para consumidor final, 6% para corporativo e 70% custaram menos de R$ 500,00. Até o fim do ano, a consultoria prevê que sejam vendidos 8,1 milhões de tablets e notebooks dois em um com tela destacável, 14% a menos na comparação com o volume comercializado durante todo o ano de 2014.

IDC Brasil, Tablets


Publicidade
Oferta Antecipada Prime Day