Juiz acusa Dell de fazer ações de Marketing enganosas nos Estados Unidos | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Juiz acusa Dell de fazer ações de Marketing enganosas nos Estados Unidos

Por | 29/05/2008

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Juiz acusa Dell de fazer ações de Marketing enganosas nos Estados Unidos

Um juiz de Nova York classificou as ações promocionais de financiamento de crédito e garantias promovidas pela Dell nos Estados Unidos como falsas e enganosas. Joseph C. Teresi, da Corte Suprema do Estado, ordenou à empresa de computadores que informe mais claramente que a maioria dos consumidores não se qualifica para receber benefícios como financiamento ou serviços de reparo gratuitos.

O juiz também mencionou que vários consumidores alegaram dificuldade no serviço de atendimento ao consumidor. O procurador-geral de Nova York, Andrew M. Cuomo, processou a empresa no ano passado após receber 700 denúncias contra a empresa. Hoje, esse número já chega a mais de mil.

A ação da companhia oferecia serviços e produtos gratuitos como monitores de tela plana, memória adicional e descontos para um um grupo de "consumidores qualificados". Segundo a ação movida pelo procurador-geral, o número de clientes que se encaixa nessa definição é de apenas 7%. A Procuradoria Geral de Nova York informou que irá ainda calcular a verba indenizatória a ser dada aos consumidores insatisfeitos.

A companhia se defende, afirmando que o número representa uma pequena fração entre as seis milhões de transações realizadas no estado entre 2003 e 2006 e que investiu milhões de dólares em serviços e suporte técnico.

Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss