Últimas Notícias

Publicidade
Publicidade
Planejamento Estratégico

Novas métricas de rankeamento do Google impactam agências de Marketing Digital

Atualização do Core Web Vitals mira na segurança, velocidade e experiência de página e impulsiona as agências a melhorarem os índices para tornar a presença digital mais eficiente e segura

Por Redação - 22/07/2021

Já está mais do que comprovado a importância da presença digital, principalmente no universo das micro e pequenas empresas. Essa constatação ficou mais evidente na pandemia, quando a busca por serviços de marketing digital explodiu e acelerou em mais de cinco anos. Cerca de 13 milhões de brasileiros fizeram a sua primeira compra online durante essa pandemia, e mais de 150 mil novos negócios online deram início às suas operações. 

No entanto, com o dinamismo do mundo digital, quem já construiu e consolidou sua presença digital tem, agora, que olhar para novas variantes para impulsionar seus esforços de SEO e alavancar seu negócio. 

Nos últimos anos, o Google usou a influência incomparável de seu algoritmo de pesquisa para estabelecer métricas que ajudam os profissionais da web e proprietários de sites a otimizar suas páginas para que os usuários tenham experiências de alta qualidade.  Nesse aspecto, a segurança, velocidade e experiência de página se tornaram tão cruciais que passaram a guiar o Google num conjunto de métricas chamado Core Web Vitals.

Core Web Vitals são métricas do Google usadas para avaliar o desempenho de uma página da web. Cada marcador representa um fator específico em uma experiência geral do site e fornece uma referência desejada simulando a experiência real de um visitante típico do site. Em sites ativos, Core Web Vitals são medidos ao longo de um período de 28 dias, com base nas visitas reais ao site.

Alessandra Sadan, vice-presidente Latam da plataforma Duda, destaca importância do Core Web Vitals para sites que queiram rankear bem no Google. "A otimização para o Core Web Vitals é um fator de desempate significativo entre os sites. Se o site de uma empresa estiver realmente bem classificado com essas métricas rigorosas, ele terá uma vantagem em relação aos concorrentes nas pesquisas quando o conteúdo e a classificação forem comparáveis."
Os três principais Core Web Vitals, hoje, medem a velocidade de carregamento da página (LCP), a capacidade de resposta da página (FID) e a estabilidade visual (CLS).

•    LCP (Largest Contentful Paint ou tempo de renderização do maior elemento de conteúdo visível) é uma métrica que mede quanto tempo leva para a maior imagem ou bloco de texto visível na janela de visualização ser exibido, em relação a quando a página começou a carregar pela primeira vez.
 
•    FID (First Input Delay ou demora na primeira entrada) é uma métrica que ajuda a medir a primeira impressão de um visitante sobre a interatividade e capacidade de resposta de um site. Por exemplo, ele mede o tempo desde quando um usuário interage pela primeira vez com uma página (ou seja, clica em um link ou toca em um botão) até o momento em que o navegador começa a responder a essa interação.
 
•    CLS (Cumulative Layout Shift ou deslocamento Cumulativo de Layout) é uma métrica que quantifica a frequência com que os usuários experimentam mudanças inesperadas no layout do site. Essas mudanças são irritantes e podem prejudicar a experiência do usuário. Por exemplo, se um usuário clica em um botão e a posição desse botão se move porque o layout se move, os visitantes acabam não clicando em nada.
 
De acordo com a VP da Duda - que recentemente recebeu um aporte de US$ 50 milhões - a empresa tem se preparado para melhorar o Core Web Vitals dos seus clientes há meses, trabalhando nos bastidores para garantir que os sites construídos em nossa plataforma estejam prontos. “Hoje, estamos muito felizes em anunciar que em média, mais sites Duda recebem pontuações ‘Boas’ do que os principais concorrentes para duas dessas métricas principais: LCP e FID. O comparativo foi feito com base em dados fornecidos pelo Google Chrome User Experience Report (CrUX). Os sites da Duda também mostraram bons resultados para o terceiro Core Web Vital - CLS com melhorias adicionais programadas para os próximos meses”.

Por que é importante melhorar os Core Web Vitals?
 
Alessandra destaca que o Core Web Vitals será adicionado como um fator de classificação no algoritmo de pesquisa do Google em 2021 e se espera que essas pontuações tenham um impacto perceptível nas classificações de pesquisa de sites em todo o mundo à medida que a atualização do algoritmo é lançada. “Os profissionais da Web que atendem a pequenas empresas estão particularmente preocupados com esta atualização do Google”.
 
De acordo com um estudo recente feito pela empresa, aproximadamente 92% dos profissionais da web acreditam que essas atualizações terão um impacto de moderado a significativo no rankeamento dos seus sites. Além disso, mais da metade dos entrevistados indicou que “a maioria de seus sites ainda não estava pronta para qualquer alteração de algoritmo do Google que enfatizasse a importância de Core Web Vitals”.
 
Segundo a VP, as agências de marketing digital, empresas de SaaS e outros profissionais da web que gerenciam sites agora se preparam para resistir bem ao lançamento da iniciativa do Google e, potencialmente, melhorar os Core Web Vitals para subir na classificação de pesquisa.
 
“Aqueles que não se prepararem adequadamente correm o risco de ver seus sites caírem na classificação, o que quase certamente levará a uma diminuição no engajamento do site, conversões online e transações monetizáveis”, finaliza Alessandra.

Conheça a Rota 360º para o Profissional de Marketing Moderno, um programa de 12 meses que visa desenvolver o senso crítico do profissional de Marketing, apresentando dados e análises das melhores fontes do mercado. 

Se antecipe às necessidades do mercado: