Últimas Notícias

Ao vivo - Hacks de Marketing Digital para enfrentar a crise
Publicidade
Publicidade
Mercado

Setores de viagem e hospedagem são os mais impactados por COVID-19

Pesquisa feita pela Kantar mostra cenário brasileiro da pandemia com queda nas ações do mercado de aviação da Ibovespa de, em média, 78%, e liga o alerta para commodities, frigoríficos e petrolíferas

Por Thiago Terra - 02/04/2020

A pandemia do Coronavírus está afetando todos os setores da economia mundial e, no Brasil, o turismo, a hotelaria e a aviação civil são os mais afetados até o momento. Este é o resultado de uma pesquisa “Consumer Thermometer”, feita pela Kantar, para entender as escolhas do consumidor em tempos de incerteza.

Nos dois primeiros setores citados - turismo e hotelaria, os principais fatores são o fechamento de fronteiras entre países; interdição de pontos turísticos; e recomendações para que não sejam feitas viagens durante a pandemia. Por conta disso, as ações desses setores tiveram queda de aproximadamente 70% em fevereiro, segundo a pesquisa.

Já as ações referentes ao mercado de aviação na Ibovespa foram além e caíram, em média, 78%. Além desses setores já impactados pelo COVID-19, o estudo da Kantar também mostra que, a partir do abalo na economia chinesa, os setores de commodities, frigoríficos e de petróleo devem ser impactados.

Na China, a quarentena aderida pela população refletiu diretamente nos restaurantes, empresas do varejo, assim como nos eventos esportivos. Porém, a categoria de limpeza e higiene ganham destaque com o aumento da demanda, assim como desinfetantes e snacks. Apesar da queda de vendas no mercado chinês em janeiro, as compras online cresceram 43%.

No Brasil a pesquisa mostra que 77% das pessoas estão muito preocupadas com a pandemia do COVID-19 e 74% estão saindo de casa apenas para coisas básicas como ir ao supermercado e ao banco, por exemplo. Além disso, 27% dos brasileiros passam a considerar atitudes como comprar mais alimentos saudáveis e nutritivos; itens de limpeza (21%); e fazer estoque de alimentos (20%). 

A TV é o meio de comunicação mais eficaz e confiável para 77% dos brasileiros em relação à segurança das informações. A pesquisa foi feita entre os dias 16 e 19 de março de 2020 com questionários online disponibilizados para 542 pessoas em todo o país.