Walmart Brasil muda nome e inicia reestruturação | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Walmart Brasil muda nome e inicia reestruturação

As medidas visam superar os últimos resultados da empresa no país, onde a rede ocupa a terceira posição do ranking ABRAS de faturamento, com certa distância do GPA e Carrefour

Por | 12/08/2019

claudio@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O Walmart passará a operar sob o nome "Grupo Big" no Brasil em uma tentativa de melhorar o desempenho no varejo alimentício do país. A renovação será acompanhada de uma série de reformas, conversões para o modelo de atacarejo e marcas locais, antes adquiridas pela companhia. 

As medidas visam superar os últimos resultados da Walmart no país, onde a rede norte-americana ocupa a terceira posição do ranking ABRAS de faturamento, com certa distância do GPA e Carrefour.

Além da mudança do nome, a empresa passará a apostar no modelo do "atacarejo", formato que cresceu bastante durante a última crise econômica no país e ajudou a consolidar marcas como Assaí, do GPA, e Atacadão, do Carrefour. A rede Maxxi - uma das nove bandeiras do portfólio nacional do grupo - está em fase de modernização e adaptação para operar como atacarejo. 

No Sul e Sudeste do país, os hipermercados Walmart serão chamados agora de Big, enquanto no Nordeste, o formato passará a atender por Big Bompreço, mantendo vínculo com a marca "Bompreço", adquirida em 2010.  

Ainda com foco na expansão, serão abertas mais 10 lojas Sam's Club no período de um ano, com inaugurações de pelo menos quatro novas unidades ainda no segundo semestre de 2019. Até junho de 2020, a expectativa é de que 100 hipermercados tenham passado pela reforma.

A decisão também representa um corte de custos para a operação local. Com a mudança de nome, os americanos deixarão de receber royalties pela marca Walmart, um valor estipulado em torno de 0,7 das vendas. Além do foco "estético" das alterações, haverá ainda uma ampliação de 30% no sortimento, lançado em conjunto como uma nova estratégia comercial e de precificação.

As ações são um esforço da fundo americano Advent, que adquiriu há um ano a operação do Walmart Brasil com o propósito de alavancar os resultados. As mudanças representam um investimento de R$ 1,2 bilhão, utilizados em um prazo de 18 meses.

Comentários


Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss