Diminui o medo de perder emprego em função da tecnologia | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Diminui o medo de perder emprego em função da tecnologia

Levantamento mais recente do Indicador de Confiança Digital, da Infobase Interativa, apresenta otimismo em relação ao tema, principalmente entre os mais velhos

Por | 16/01/2019

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O número de brasileiros preocupados em perder o emprego para as novidades tecnológicas diminuiu de acordo com a segunda análise do Indicador de Confiança Digital (ICD), da Infobase Interativa. Em abril de 2018, no lançamento do índice, 75% dos participantes do estudo estavam receosos quanto ao tema, mas no estudo mais recente, realizado em outubro do último ano, o percentual caiu para 29%.

Os adultos jovens, na faixa dos 25 a 34 anos foram os mais pessimistas na análise deste item do ICD, chegando ao patamar de 37% dos entrevistados preocupados com a influência da tecnologia em seu futuro profissional. Os adultos entre 35 e 44 anos ocupam a segunda posição neste item (30%), seguidos pelos adolescentes entre 13 e 17 anos (29%) e os jovens de 18 a 24 anos (25%).

Entre os participantes na faixa de 45 a 54 nos, o percentual de preocupados nesta temática chega a 24%. O grupo mais otimista é o compreendido entre 55 e 64 anos, com 17% dos entrevistados receosos de perder vagas de trabalho em função da tecnologia. Já os idosos (65+) apresentaram um índice de 23%.

Otimismo entre os mais velhos
Curiosamente, os mesmos idosos são os mais otimistas a respeito do futuro da tecnologia. O total de respondentes animados com o potencial das novidades tecnológicas chega a 94%, em contrapartida com os mais novos participantes do estudo. Entre os adolescentes de 13 a 17 anos, o índice de otimismo neste quesito atinge 75%, o menor entre os segmentos etários analisados.

Os participantes na faixa 65+ também lideram entre os que esperam sempre o melhor da tecnologia. Nesse grupo, o percentual de esperançosos chega a quase totalidade (94%) e sofre ligeiras quedas até alcançar o menor patamar (81%) no grupo de 13 a 17 anos. Na análise geral do ICD, os idosos são os que apresentaram o maior percentual de confiança na tecnologia (71%), contrastando fortemente com as gerações mais novas, principalmente entre os adolescentes de 13 a 17 anos e jovens de 18 a 24 anos, grupos com o menor percentual - 64% cada.

Faça o download gratuito dos resultados mais recentes do Indicador de Confiança Digital.

Comentários


Acervo

Pesquisar por Tags

Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss