Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Brasileiros são receptivos a anúncios digitais e querem personalização

Receptividade para publicidade e pontos de contato digitais varia de acordo com os formatos de interação, segundo dados de pesquisa feita pelo The Boston Consulting Group

Por | 11/09/2018

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Os brasileiros usuários de internet são altamente receptivos a anúncios digitais, principalmente se forem sobre temas de seu interesse. Mais da metade (56%) dos entrevistados de uma pesquisa feita pelo The Boston Consulting Group (BCG) se declararam inclinados a clicar em anúncios digitais e 63% dispostos a trocar sua atual opção de compra por uma oferta mais personalizada. Os dados estão reunidos no estudo Só Investir Não Basta - As Expectativas do Consumidor para Marketing Digital no Brasil.

A receptividade para anúncios e pontos de contato digitais varia de acordo com os formatos de interação: 77% dos entrevistados mostraram-se dispostos a clicar em anúncios digitais que aparecem em e-mails e 67% em resultados de busca. Existem, ainda, diferenças consideráveis entre regiões e faixas etárias. Norte e Nordeste têm os maiores níveis de abertura, com respectivamente 61% e 60% dos usuários positivamente abertos aos ads. Já no Sul a proporção cai para 50%, tornando esta a região menos receptiva. Sob a perspectiva de idade, usuários entre 18 e 24 anos são menos acessíveis a anúncios (52% clicam ou ficam tentados a clicar), enquanto entre aqueles com 50 a 65 anos o número sobe para 57%.

Outro destaque entre os achados da pesquisa diz respeito à importância da personalização, elemento fundamental para aumentar receptividade e efetividade junto aos clientes. Mais de 60% dos usuários comprariam mais de uma marca ou serviço e até trocariam a atual opção de compra por uma em que a experiência seja mais personalizada.

Há, de fato, um enorme espaço no país para crescimento de transações on-line em diversos setores. Hoje, 65% dos respondentes disseram já realizar compras pela internet, sendo que serviços financeiros e viagens lideram o ranking das indústrias mais digitais. Porém, se compararmos o grau de preferência dos consumidores por compras via canais digitais frente ao atual nível de compra on-line, fica evidente que a relevância da internet deve aumentar nos próximos anos em todas as áreas.

Exemplo disso é o ramo de alimentos e bebidas, no qual somente 4% dos usuários realizaram sua última compra on-line, ao mesmo tempo em que 17% deles colocaram que sua primeira opção de compra nesse setor seria digital. Cerca de 25% dos gastos de Marketing no Brasil atualmente são direcionados para o digital, um patamar relevante, porém tímido se comparado com mercados mais maduros.

Nos Estados Unidos, por exemplo, a penetração de Marketing digital chega a 44% dos investimentos publicitários, e, no Reino Unido, esse número alcança 61%. Como mostrou outro estudo recente do BCG, Jornada Rumo à Maturidade Digital, as empresas nacionais ainda estão longe de atingir maturidade digital, apesar de os consumidores brasileiros já se mostrarem bastante receptivos.

Leia mais: A interferência da Inteligência Artificial na jornada de compra - conteúdo exclusivo para assinantes do Mundo do Marketing Inteligência.

Comentários


Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss