Dia dos Pais aquece segundo semestre de 2018 | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Dia dos Pais aquece segundo semestre de 2018

Experiência impactará diversas categorias, uma vez que três dos cinco presentes preferidos não são físicos. Segmentos de moda e calçados, cosméticos e eletrônicos estão em alta

Por | 10/08/2018

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O Dia dos Pais é a primeira data comemorativa do segundo semestre e uma grande aposta do comércio, uma vez que servirá de termômetro para as demais ações do período. Em 2018, a previsão é de que haja um crescimento entre 2,5% e 3% nas vendas neste Dia dos Pais, na comparação com 2017, segundo dados da área de Indicadores e Estudos Econômicos da Boa Vista SCPC. Caso esta alta se comprove, as vendas de 2018 seguirão a tendência das últimas datas comemorativas, de crescimento nas vendas na comparação com as de anos anteriores.

No e-commerce a expectativa também é de bons negócios. Uma pesquisa realizada pela Tray, unidade de e-commerce da Locaweb, mostra que, para este Dia dos Pais, o valor total em vendas dos e-commerces deve crescer 35% em comparação com o ano anterior. O período deve seguir o mesmo caminho de alta das outras datas comemorativas, com exceção do Dia dos Namorados, que foi impactada pela greve dos caminhoneiros.

Nos últimos anos, o Dia dos Pais vem apresentando um gráfico ascendente nas vendas online. Tanto em 2016 como em 2017 houve aumento no número de vendas de 35,07% e 43,91%, respectivamente. Já em relação aos pedidos, o acréscimo foi de 30,04% e 31,56% nos últimos dois anos. Puxam as vendas os segmentos de moda e calçados, seguidos por cosméticos e eletrônicos.

Categorias em alta
Mesmo na era do consumo de conteúdo via serviços de streaming, muita gente deve optar por presentear os pais com o bom e velho DVD: a categoria teve aumento de 206% na procura nos últimos 30 dias, segundo dados do Buscapé. Para os pais mais tecnológicos, as categorias Som Portátil (com destaque para as poderosas e compactas caixinhas de som) e Fone de Ouvido/Headset tiveram aumento de procura de 112% e 101% respectivamente.

Em seguida, temos a onda crossfit e os papais fitness representados na lista: a categoria de suplementos, puxada principalmente pelos nutricionais, teve aumento de 98% na procura. Outro destaque é a categoria de Media Servers, perfeita para os pais cujo coração bate forte pelos serviços de streaming e que apresentou 96% mais buscas no último mês.

O livro é uma das categorias mais estabelecidas dentro da plataforma: o item teve aumento de 51% de aumento na procura. Uma curiosidade que o levantamento revelou foi um aumento de 8% nas buscas pela categoria Fogão sobre o mesmo período de 2017, que acabou por garantir um lugar para ele entre os TOP 10 do Buscapé. Ou seja, ou chegamos ao momento em que muita gente está querendo um fogão novo para a cozinha; ou a uma mudança de paradigma, e vai ter pai ganhando fogão de Dia dos Pais.

Veja também: Infográfico - Dia dos Pais 2018 no Twitter

Experiência
Seja qual for o tipo de pai, se os filhos escolherem presenteá-los com uma experiência ao invés de um produto, as chances de acertar o presente neste Dia dos Pais serão altas. Uma pesquisa realizada pelo Alexandria Big Data apontou que três dos cinco presentes que eles mais gostariam de ganhar não são presentes físicos. O primeiro lugar da lista ficou com o item viagens (12,4%), seguido por perfume (8,6%). Almoço/jantar e roupas empatam em terceiro (8,1%), muito próximos de celular (8%) e um passeio (7,3%), em quinto.

Além de identificar os presentes mais desejados, a pesquisa também se aprofundou para descobrir quais as categorias que ficam entre as mais rejeitadas. O que os homenageados do próximo domingo (12) não querem ganhar de jeito nenhum são utensílios de cozinha, apontados por 20,9%.

Cerveja/vinho ocupam o segundo lugar dos mais renegados (11,8%), seguido por massagem (11,1%), camiseta de time de futebol (8,1%) e kits barba/cabelo/facial (6,3%). Mas muito mais do que ganhar um presente, o que a maioria dos pais preferem realmente para marcar esse dia tão especial é sair com a família para o seu lugar favorito (71,4%), ganhando de disparada de qualquer opção de presente (28,6%), mesmo se fosse algo do qual queriam muito.

Assim como no Dia das Mães, não há muita associação espontânea com as marcas que fazem campanhas no Dia dos Pais, ou seja, por mais investimento em comunicação que as mesmas estejam fazendo nesse período, parecem não estar acertando o foco, com exceção de uma marca de cosméticos que teve alto percentual de lembrança nas duas datas comemorativas. A pesquisa também revelou como as vivências estão sendo valorizadas. Ou seja, não adianta comprar um super presente e não e comemorar a data juntos.

Se a ideia for mesmo fazer uma programação legal, a pesquisa também indica boas opções. Almoço em casa com toda a família (27%) é a melhor opção, seguido por almoçar no seu restaurante favorito (19,2%). Em terceiro lugar no ranking ficou ir à praia (12%), seguido por um passeio no parque (8,5%) e trilha ou passeio na cachoeira (7,3%).

Para a grande maioria dos pais, só o que não pode acontecer é ficar em casa sem fazer nada (23,4%). Curiosamente, ir ao estádio assistir ao seu time do coração jogar também não é uma programação desejada (13,9%). Fecham a lista dos indesejados ir ao teatro/museu (12%), a um show (11,4%) e ao shopping (10,1%).

Perfis de pais
Tem pai mais vaidoso, tem pai esportista. Tem aquele mais nerd, que não perde um lançamento tecnológico, o amante dos livros e aquele que resolve tudo dentro de casa. Cada grupo demonstrou ter desejos distintos. Ser presenteado por uma viagem é o principal desejo dos pais Galã (13,9%), Esportista (13,6%) e o Faz-Tudo (12,2%), ficando em um segundo lugar (10,8%) bem disputado na lista dos Intelectuais, onde só perde para roupa (11,5%). Para os Tech, viagem fica em terceiro lugar (8,5%), atrás de perfume (9,9%) e jogo (10,6%), o mais desejado e que só figurou na lista desse grupo.

O segundo lugar geral, perfume, não entrou nos TOP 5 nem dos Intelectuais, nem dos Esportistas, que também não elencaram celular. Entre os Tech e os Intelectuais, também figuram na lista notebook/computador, empatados na quarta posição com celular (7,8% e 7,7%, respectivamente).

Para os Galãs, o celular passa a ser o segundo item desejo (10,9%). Para eles, almoçar no restaurante favorito (25,3%) ainda é melhor do que um almoço em casa (20,5%). Ir ao shopping também passa a figurar entre as cinco melhores programações, com a quarta colocação (10,4%).

Mesmo entre os Esportistas, ir ao estádio ver o time jogar no Dia dos Pais não é uma opção desejada, ocupando o segundo lugar nas rejeições (13,8%), perdendo apenas para a opção ficar em casa sem fazer nada (24,4%).

Fugindo ao desejo geral, os pais Faz-Tudo gostariam, sim, de ganhar uma camisa de time de futebol de presente (8,7%). Aliás, esse desejo ficou num terceiro lugar muito disputado com a segunda opção, empatados por perfume e roupa (8,8%). Também acrescentam uma nova categoria na lista do que não querem ganhar: livros e filmes (6,7%) - em quinto lugar.

O Alexandria Big Data ouviu 1819 pais para identificar como eles gostariam de comemorar essa data especial, qual seria o presente ideal e, claro, o que eles não gostariam de ganhar de jeito nenhum. A pesquisa foi realizada via painel digital entre os dias 27 de julho e 02 de agosto e a amostra ficou dividida por faixas etárias - + 50 anos (5%); 35-49 anos (50%); 25-34 anos (39%) e 18-24 anos (6%).

Veja também: As múltiplas faces do consumidor masculino - estudo exclusivo para assinantes do Mundo do Marketing Inteligência.

(Crédito imagens: Depositphotos)

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss