Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Publicidade

Tecnologia e criatividade impulsionam valor das marcas

Google, Apple e Amazon são empresas mais valiosas do mundo, segundo lista divulgada pela Kantar e WPP. Empresas chinesas crescem duas vezes mais que as americanas

Por | 30/05/2018

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O incremento no uso de dados e tecnologias de Intelligence-lead Marketing como Inteligência Artificial (IA) ou Realidade Aumentada (AR), combinadas com enfoques de Marketing criativos permitiram que várias marcas construíssem um entendimento sólido de seus consumidores, oferecendo a eles conveniência, conteúdo personalizado e experiências de marca excepcionais.  

Devorar o conteúdo da Netflix, compartilhar as histórias no Facebook, baixar músicas pelo iTunes de Apple ou o serviço do Alibaba Ali Picture contribuíram para o crescimento do valor do Top 100 de marcas globais BrandZTM. divulgado por WPP e Kantar. Este ano, 53% das marcas mais valiosas são do segmento de tecnologia, fato que comprova a mudança no comportamento das pessoas quando comparado há mais de dez anos, quando marcas de bebidas e cigarros listavam dentre as mais valiosas. 

Oito de cada 10 são marcas de tecnologia ou estão relacionadas à tecnologia. Esta categoria continua dominando o ranking BrandZTM Top 100 das marcas mais valiosas do mundo, com Google e Apple, que se mantêm em 1º e 2º lugares, com +23% USD$302,063 milhões e +28% USD$300,595 milhões. Amazon agora ocupa a posição número 3 com um crescimento de 49% e um valor de USD$207,534 millhões, superando a Microsoft (+40%, USD$200,987 milhões). A companhia de Tecnologia Tencent ficou com o 5ª lugar (+65%, USD$178,990 milhões) ganhando três posições desde a medição anterior, superando o Facebook (Número 6 do ranking, +25%, USD$162,106 milhões).

Apesar da incerteza política e econômica em muitas regiões, este ano o ranking mostra seu maior incremento na história, quase USD$750 bilhões (+21%), colocando o ranking BrandZ Top 100 global no patamar dos USD$4.4 trilhões, 204% mais desde sua primeira publicação, há 12 anos, em 2006. Este é o primeiro ano que todas as categorias do BrandZ Top 100 global relatam crescimento. 

Pela primeira vez também as marcas que não são norte-americanas crescem mais que as estadunidenses. Quatorze marcas chinesas aparecem no Top 100 do ranking. Em 2006, era apenas uma, a China Mobile. O valor total do Top 10 das marcas chinesas cresceu 47% anualmente, mais que o dobro do que as marcas norte-americanas (23%). Outras partes do mundo, como Índia e Indonésia, também mostram forte crescimento regional. O BrandZ Top 100 inclui sete marcas asiáticas (excluindo China), com crescimento de 14%, representando um montante de USD $146 bilhões. O banco regional BCA (No.99) é a primeira marca da Indonésia a entrar no ranking, e temos também a entrada da Maruti Suzuki no Top 10 da categoria de autos pela primeira vez.

Marcas pioneiras na China dominam pela primeira vez a categoria das marcas que mais crescem no ranking "Fast Risers". A marca que mais cresceu foi JD.com (No.59), com aumento de 94% no valor, graças à atuação da empresa em uma nova categoria, a de finanças. Alibaba (No.9) é a segunda marca que mais cresceu com +92% devido a uma estratégia de expansão de seu alcance global e ao êxito de seus "Singles Day". A terceira marca com maior crescimento foi a Moutai (No.34), com aumento de 89%.

Leia também: As 100 marcas mais valiosas do mundo - Conteúdo exclusivo para assinantes.

Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss