Transformação tecnológica: por que tantas percepções diferentes? | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Transformação tecnológica: por que tantas percepções diferentes?

Apenas 10% dos gestores dizem que seus negócios acompanham ou superam a velocidade das demandas por agilidade decorrente do mundo atual, visão oposta à que população tem

Por | 25/05/2018

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

As novas tecnologias dão a impressão de que a velocidade das transformações está acelerada, no entanto, ainda há controvérsias. Grande parte dos empresários (90%) considera que suas empresas estão na média ou abaixo da transformação tecnológica. Em contrapartida, 60% da "população comum" sente que faz as coisas mais rapidamente e melhor do que cinco anos antes, segundo dados de um estudo feito pela Officina Sophia Minds & Hearts.

Um ponto é comum: independentemente do analisado (população ou empresário), o mundo está mudando rápido demais e causa ansiedade. Dos entrevistados, 68% afirmaram que se consideram uma pessoa ansiosa e impaciente, 71% entendem que a pressa e a ansiedade prejudicam a criatividade. A relação com o tempo também está mudando e isso contribui para elevar o nível de ansiedade: "Quero sempre respostas rápidas e imediatas para e-mails e redes sociais"; "Esperar 15 segundos hoje parece uma eternidade"; e "Tenho cada vez menos paciência para ler textos longos" são alguns dos apontamentos relatados pelos entrevistados

No fundo, estamos todos nos sentindo beneficiados e nos transformando com os tempos atuais. Das pessoas ouvidas, 69% sentem-se bem, fazendo várias coisas ao mesmo tempo; 68% consideram que a era da tecnologia e da informação deixou as pessoas mais ágeis, mais fluidas, mais espertas, mais interessantes; e 68% acreditam que quanto mais veloz o mundo está, mais as pessoas estão se tornando criativas e inovadoras. Ou seja, a maioria da sociedade entende que a velocidade da transformação propulsionada pela tecnologia é positiva.

Dos pesquisados, 90% acham que as empresas estão mais inovadoras, muito mais do que há cinco anos. Mas ainda menos do que o esperado (52%), produtos e serviços estão ficando antigos rapidamente. Foram ouvidos também 113 empresários de diversos setores e portes, presidentes, CEOs, vice-presidentes e diretores, e estes, como indivíduos, também concordam que tudo está muito mais veloz e, assim como população geral, embora estejam também bastante ansiosos, estão confortáveis com a multiplicidade de atividades.

Por outro lado, enquanto empresários, não acreditam com tanta intensidade como a população geral, que a velocidade das mudanças tem deixado as pessoas mais criativas e mais inovadoras. E quando questionados se sua empresa vem acompanhando as demandas por velocidade, 90% declaram que a empresa está na média ou abaixo da média de mercado 52% na média e 38% abaixo da média.

Desafios
Alguns pontos precisam ser melhor trabalhados pelas empresas. Um deles é desenvolver novos modelos de negócios e lideranças. Ou seja, caminhar para modelos de negócios mais flexíveis, novos modelos de gestão, mais orgânicos, mais ágeis, mais colaborativos, com profissionais diferenciados, revisão de cultura interna, gestores com visão interna apurada, e introdução/abertura de canais para captação de insights de colaboradores, consumidores e mercado.

Outra base é a da comunicação com usuários e consumidores. Isso significa a adoção de uma linguagem mais objetiva, mais clara, mais assertiva e que considera a "percepção interior de velocidade/tempo interno" dos indivíduos; entender em maior profundidade, como a velocidade afeta o mecanismo de atenção das pessoas, e quais as ferramentas e ações necessárias para se destacar na infinidade de informações e estímulos atuais.

O relacionamento com consumidores também precisa ser avaliado, tendo uma visão mais realista e menos "subestimada" dos indivíduos consumidores. Com uma prática efetiva de agilidade em todos canais de relacionamento com cliente.

Leia também: A interferência da Inteligência Artificial na jornada de compra - Conteúdo exclusivo para assinantes.

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss