Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Brasileiras são as que mais compram jeans no mundo

Apesar do volume – mais de nove peças por ano – a frustração no momento da aquisição também é alto, devido a incompatibilidade de modelos aos tipos físicos

Por | 28/07/2017

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Apesar do momento econômico delicado que o Brasil enfrenta, as brasileiras têm a maior média de consumo jeans no mundo, segundo pesquisa global feita pela marca Lycra sobre hábitos de consumo de moda no segmento de jeanswear. São nove peças ao ano versus oito das localidades avaliadas - Alemanha, China, Espanha e Estados Unidos. Em relação aos gastos, elas são as que menos investem, gastando 131 reais por calça. Quando encontra o modelo ideal, 58% das vezes ela compra mais de um par, mesmo que seja necessário um investimento maior.

A consumidora brasileira (62%) tem a expectativa que um jeans de melhor qualidade é mais caro e está disposta a pagar até 36% mais por esse produto. Ao serem questionadas sobre as dificuldades de adquirir o jeans, todas consideram que essa peça é um dos itens de vestuário mais complicados de comprar - 42% das brasileiras consideram uma compra difícil, que desprende muito tempo e é estressante.

O principal resultado percebido é que em todos os países, mais de metade das mulheres se sentem frustradas aos modelos de jeans disponíveis no mercado. Entre elas, as brasileiras são as mais insatisfeitas - 84% assumem que não encontram uma peça com ajuste perfeito ao seu corpo, seguido pela Alemanha com 81%, Estados Unidos com 79%, Espanha com 74% e China com 68%.

Dessa forma, quando não encontra o jeans ideal, 42% das mulheres no mundo todo optam por não comprar nenhuma outra peça, já 15% compram uma calça legging como substituta - peça que vem se destacando no uso doméstico. Itens como conforto, aparência e ajuste são considerados os mais importantes pelas mulheres ao buscar uma calça jeans. Em relação às modelagens, a tradicional ainda é a mais utilizada pela brasileira (27%), com o crescimento da skinny (25%) e slim (20%). Já nos demais países, a slim já é a mais querida por todos (29%).

O objetivo do estudo é entender o que elas buscam quando vão comprar um jeans. A pesquisa foi conduzida pela agência 2CV Research, realizada em cinco países (Alemanha, Brasil, China, EUA e Espanha) e falou com mais de 2.500 mulheres entre 18 a 49 anos, que tinham comprado uma peça nos últimos seis meses e que utilizassem jeans ao menos uma vez na semana.

Leia também: Panorama do mercado Plus Size no Brasil - estudo exclusivo para assinantes do Mundo do Marketing Inteligência.

Comentários


Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss