Brasileiros buscam mais experiências e menos bens em viagem | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Brasileiros buscam mais experiências e menos bens em viagem

População não abre mão de conhecer novos lugares e, com isso, reduz compras de produtos de moda e eletrônicos como forma de baratear orçamento, segundo pesquisa da Momondo

Por | 24/04/2017

priscilla@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Após alguns anos gastando em compras durante as viagens, os brasileiros começam a dar sinais de que estão mais contidos em aquisição de bens. Os consumidores estão mais propensos a gastar na experiência turística do que em produtos, segundo o estudo International Travel Survey, feito pela Momondo. A pesquisa analisou os hábitos de viagem de homens e mulheres, entre 18 e 65 anos, no Brasil e em mais 22 países.

Quando o assunto é empregar bem o dinheiro, o turismo é a opção favorita de 31% dos brasileiros. Despesas com comida e bebida, incluindo comer fora, aparecem em segundo lugar com 20% da preferência. Na terceira posição, com 14%,  ficam os gastos com a compra de produtos de moda, como roupas, sapatos e acessórios.

Em 2016, o índice de brasileiros que tinham as viagens como melhor forma de gastar dinheiro era de 36%. Outra curiosidade é que a aquisição de eletrônicos (TVs, smartphones, tablets e computadores) ocupava a segunda posição, com 13% da preferência. Este ano, essa opção ficou em quarto lugar, com 10%.

O relatório também mostra os destinos em tendência. As praias devem ser os favoritos, com 74% da preferência nacional. Já em relação aos gastos, a maioria das pessoas (24%) pretende pagar entre R$ 4.251 e R$ 8.500 com a viagem de férias. Outras duas faixas de orçamento aparecem em destaque, empatadas na segunda posição:  23% planejam desembolsar R$ 2.126  e R$ 4.250 e outros 23% devem gastar entre R$ 8.501 e R$ 21.250.

Questões econômicas
A maioria dos brasileiros (75%) faz um orçamento que considera o total a ser gasto com a viagem, incluindo o valor das passagens, hospedagem e também quanto será gasto durante a viagem. Apenas 5% da população não se preocupa em fazer um planejamento financeiro para viajar. No geral os outros países também seguem esse modelo de planejamento, mas há locais em que uma parcela considerável da população não se preocupa em se preparar financeiramente - é o caso de Áustria (35%), Alemanha (33%) e Noruega (33%).

Para poder bancar as férias, 71% dos brasileiros guardam dinheiro regularmente e 43% ainda utilizam pagamento em parcelas para viabilizar a viagem. O Brasil é disparado o país que mais faz uso das prestações. A Turquia e o Reino Unido aparecem em seguida, com 28% e 18% da população optando pelas parcelas, respectivamente. Apenas 7% dos brasileiros não precisam poupar para conseguir pagar as viagens.

Para tentar baratear a viagem, 40% dos brasileiros têm cortado custos primeiramente com as compras, 36% também procuram passagens aéreas mais baratas e 32% ainda tentam encontrar hospedagens mais em conta. No Brasil, o cenário econômico vem deixando as pessoas mais cautelosas e apreensivas, mas ainda assim, a população não quer deixar de viajar.

Leia mais: Panorama do mercado de turismo - conteúdo exclusivo para assinantes.

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss