Últimas Notícias

Publicidade
Publicidade
Pesquisa

Ações de Marketing são responsáveis por estereótipos de gênero

Estudo feito pela Unilever aponta que campanhas interferem na construção de igualdade entre homens e mulheres. Responsabilidade de mudança vem de líderes seniores

Por Priscilla Oliveira - 28/03/2017

Os estereótipos de gênero são os principais obstáculos para acelerar o processo de igualdade entre homens e mulheres e as campanhas de Marketing são responsáveis por boa parte desse comportamento, segundo aponta pesquisa feita pela Unilever, em, em parceria com a The Female Quotient (TQF). O estudo “The Unstereotyped Mindset” (Pensamento Livre de Estereótipos) realizado com nove mil pessoas em oito países, incluindo o Brasil, visa entender como as convenções sociais e vieses inconscientes impactam o desenvolvimento econômico da mulher.

O levantamento mostra que é preciso repensar a divisão de trabalho doméstico, rever as atitudes no mundo dos negócios e revolucionar a comunicação de marcas e produtos. O estudo também conclui que a maior parte dos entrevistados, três em cada quatro, acham que a responsabilidade por promover uma mudança de atitude é dos líderes seniores. O estudo mostra ainda o papel significativo da propaganda neste processo: 70% dos entrevistados acreditam que o mundo seria melhor se as crianças de hoje não fossem expostas a estereótipos de gênero em campanhas de Marketing.

Para 72% dos entrevistados, as mulheres são pouco representadas nos cargos de liderança devido ao “corporativismo masculino”. No Brasil, 56% acreditam que as empresas promovem mulheres para cargos de liderança para transmitir a percepção de equidade. Para 56% as convenções sociais – como a de que existem trabalhos tradicionalmente femininos e que a mulher é responsável pelos cuidados com a casa e com a família - são as principais barreiras para o desenvolvimento econômico da mulher.

A questão de empoderamento vem sendo debatida entre as marcas da companhia, que observou que essa temática oferece uma oportunidade única para o desenvolvimento humano e para o crescimento econômico. Em 2016, a Unilever lançou o movimento #Unstereotype, ambição global para que as marcas  da companhia eliminem os estereótipos de gênero e passem a representar homens e mulheres de maneira positiva e progressista.

A holding também é signatária global da campanha promovida pela ONU #HeforShe, lançada em 2014 com o objetivo de envolver os homens na remoção das barreiras sociais e culturais que impedem as mulheres de atingir o seu potencial. Além disso, as marcas do grupo vêm incentivando o empoderamento da mulher, por exemplo, com o Programa Ciclo Brilhante e com Dove Projeto pela Autoestima.

Veja aqui o infográfico.