Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Publicidade

Brasil dispara no uso do Snapchat e Instagram

Levantamento mostra que brasileiros usam mais as plataformas do que a média global e destaca como as marcas podem aumentar o engajamento com seus consumidores online

Por | 09/12/2016

priscilla@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

A popularidade do Instagram e do Snapchat aumentou muito nos últimos dois anos, com os usuários de internet buscando mais conteúdos reais, pessoais e "de bastidores". O desejo de compartilhar fotos, ideias e momentos também contribuíram para elevar a presença de internautas no Instagram - são 62% usuários do aplicativo atualmente na América Latina, enquanto em 2014 esse número era de 36%.

Cerca de 38% dos internautas latinos usam o Snapchat, número que mais que triplicou desde 2014, quando o estudo registrava 12%, segundo dados do estudo global do Connected Life, da Kantar TNS. O uso dessas plataformas por brasileiros é ainda maior do que a média global. Em 2015, 55% da população nacional entrevistada usavam o Instagram e 23% estavam no Snapchat, números que saltaram em 2016 para 75% e 57%, respectivamente.

De acordo com a análise da Kantar TNS, o Brasil é um país muito social e com grande penetração de smartphones. Esses dois fatores, quando combinados, levam a um alto percentual de uso de mídias e aplicativos. O crescimento do uso dessas plataformas ilustra o ciclo de adoção de novas tecnologias, que sempre se inicia pelos "early adopters", os pioneiros do uso, que acabam influenciando outros públicos a aderirem às novidades.

O resultado mostra que existe uma oportunidade real para as marcas aproveitarem essa tendência ao criar conteúdo compartilhável e "personalizável", ao entender que as mídias sociais estão cada vez ganhando espaço na vida das pessoas. O desafio acaba sendo engajar o consumidor por meio de conteúdos relevantes, direcionados para o público certo nas plataformas e momentos adequados.

Para 30% dos entrevistados, a percepção é de que que seus comportamentos online estavam sendo rastreados pelas marcas, então é preciso tratar ações do tipo com cuidado. De acordo com o estudo, os influenciadores e celebridades ajudam a mudar a sensação das pessoas sobre as empresas. Duas em cada quatro pessoas da faixa etária dos 16 aos 24 anos (40%) dizem que confiam mais no que as pessoas dizem online sobre uma marca do que em fontes "oficiais", como jornais, sites das marcas ou anúncios de TV.

Diferentes públicos
Ainda que as gerações mais novas sejam a maior parcela de usuários de mídias sociais em todas as plataformas, uma faixa etária mais velha tem ganhado espaço: um em cada cinco usuários de internet entre os 55 e 65 anos estão usando o Instagram, um salto de 47% em relação a 2015. O apelo do compartilhamento de "fotos em tempo real" também tem aumentado nessa faixa etária, com 9% dos usuários entre 55 e 65 anos sendo usuários do Snapchat, mais do que os 3% de 2015.

No Brasil, 57% dos usuários de internet dessa faixa etária também usam o Instagram e 37% também conhecem e usam o Snapchat. Sendo assim, ainda que a rede de influenciadores das gerações mais velhas ainda seja majoritariamente feita de amigos e familiares, é importante considerar a adoção de tendências por parte dessa faixa etária, já que eles podem em breve também passar a buscar na web inspirações e informações.

Veja mais: O potencial do mercado de Influenciadores Digitais - conteúdo exclusivo para assinantes.

Snapchat, Instagram, Engajamento Online

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss