Paralimpíadas conseguem novos apoiadores após sucesso da Olimpíada | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Paralimpíadas conseguem novos apoiadores após sucesso da Olimpíada

Repercussão positiva do primeiro evento serviu para atrair novos patrocinadores e estimular os brasileiros a participarem da festa. Petrobras e Loterias Caixa entraram por último

Por | 09/09/2016

roberta.moraes@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Depois do sucesso dos Jogos Olímpicos, as marcas voltam a investir em ativações nas Paralimpíadas a fim de dividir as atenções do espectador com as competições. Apesar de algumas empresas terem unificado suas estratégias para as duas competições, outras resolveram apostar nos Jogos Paralímpicos apenas após o grande sucesso das Olimpíadas e só assinaram contrato cerca de duas semanas antes do evento.

A repercussão positiva foi decisiva para quebrar a resistência de empresas e público. Com poucos patrocinadores e baixa venda de ingressos, a Paralimpíada corria riscos por falta de verba e teve que pedir ajuda ao governo. Como as cotas de patrocínio são vendidas separadamente, e também possuem valores distintos, sete marcas que patrocinaram as Olimpíadas não assinaram com a Paralimpíada.

Os primeiros Jogos, que encheram o brasileiro de orgulho, serviram para animar a população a prestigiar as competições, uma vez que o ingressos são muito mais baratos. O resultado ajudou a virar o jogo. A Petrobras anunciou aporte de R$ 10,5 milhões, a Loteria da Caixa também investiu, e a Skol, que apoiou os Jogos Olímpicos e até então estava fora, assinou contrato com o Comitê Organizador Rio 2016 recentemente.   

Transmissão dos Jogos
A visibilidade na TV também está mudando, assim como a percepção dos espectadores. Apenas a TV Brasil e SporTV farão a cobertura do evento. A Rede Globo, que transmitiu os Jogos Olímpicos, mostrará apenas os resultados durante os telejornais. A exceção ficou por conta da Cerimônia de Abertura que ganhou um compacto exibido em horário nobre. A falta da transmissão ostensiva, no entanto, foi criticada por muitos internautas que questionaram nas redes sociais a diferença de tratamento entre os dois eventos esportivos.

De maneira geral, ao longo das edições é perceptível a abertura da mídia, por mais que o tempo dedicado ainda não chegue perto ao dos Jogos Olímpicos. Em 2004, em Atenas, a transmissão televisiva da Paralimpíada somou 684 horas. Em Londres, oito anos depois, o total subiu para 2.684 horas (alta de 335%). O aumento da visibilidade ajuda a atrair mais patrocinadores e, também, aproxima o grande público do paradesporto.

Como as chances de medalha brasileira são ainda maiores, os patrocinadores poderão ter muito repertório para prolongar a ativação. Alguns, inclusive, investem em paratletas em seu time de patrocinados. Outro ponto positivo neste investimento é a possibilidade de levar as marcas para dentro das instalações, o que não foi possível nas Olimpíadas. Com a diversidade e superação como motes, as empresas têm uma gama de temas para trabalharem em suas ativações. A Skol, por exemplo, resolveu apoiar a Paralimpíada por estar atrelada ao tema diversidade, em que vem investindo na conversa com o seu target desde o ano passado.

Ações diversificadas
Até o dia 18 de setembro as marcas terão muito tempo para se relacionar com o público durante o evento e as ativações são as mais variadas. A Loteria da Caixa montou uma arena de 180 metros quadrados na Casa Brasil, no Píer Mauá, onde o visitante poderá experimentar modalidades de esportes adaptados, como corrida em cadeira de rodas e bocha desportiva. A empresa também patrocina o Boulevard Olímpico e será responsável por shows no Palco Encontros. Além disso, os próximos sorteios acontecerão em uma carreta instalada no local. A P&G manteve o salão de beleza dedicado aos atletas na Vila Olímpica. A GE fará um episódio sobre saúde focado na Paralimpíada em sua web série que conta com os cientistas do Castelo Rá-Tim-Bum, os personagens Tíbio e Perônio. A nova trama terá a participação do paracanoísta Fernando Rufino.

Como nos Jogos Olímpicos, a Coca-Cola Brasil lançará uma linha de pins colecionáveis exclusiva para os Jogos Paralímpicos. A cada dia sairá um modelo novo, na ação "Pin of the Day". A área para troca de pins entre colecionadores e fãs de esporte do mundo inteiro também será mantida no Espaço #IssoÉOuro, dentro do Parque Olímpico da Barra da Tijuca.

A Visa traz um diferencial, o Hall da Fama Visa das Paralimpíada, que homenageia atletas e treinadores aposentados que possuem histórico de excelência atlética, fair play e atuação comunitária. Nesta sexta-feira, os novos membros do hall serão apresentados. Como nas Olimpíadas, a Visa, única bandeira aceita nas áreas oficias, está comercializando cartões pré-pagos no Parque Olímpico e na Mega Store, em Copacabana. Desta vez, ilustrado com o mascote oficial, o Tom.

Ainda mantendo a mesma linha dos Jogos Olímpicos, a marca prepara uma séria de posts e vídeos interativos com os atletas apoiados e patrocinados, com o objetivo de manter o público informado sobre tudo o que acontece durante este período, como competições e histórias de vida e superação, que inspiram - tudo focado ao conceito de aceitação, que é importante para a Visa.

Bradesco reforça interação com o público
Pouco após o fim dos Jogos Olímpicos, o Bradesco espalhou pelos principais pontos da cidade do Rio de Janeiro imagens de paratletas praticando exercícios com a frase "Ainda mais BRA". Na TV, um comercial também anunciava o mote e reforçava a importância e magnitude do evento e a capacidade de superação dos atletas. Com este tom, a companhia reforça suas ações durante a Paralimpíadas e espera manter a interação com o público.

A Casa BRA, no Parque da Barra, já está de portas abertas. O espaço que teve mais de 74 mil interações durante o período olímpico funcionará das 13h às 22h, até o término dos Jogos Paralímpicos. Com 800 metros quadrados, o local conta com a exclusiva Casa dos Mascotes Tom e Vinícius e com uma exposição de Tochas de todos os Jogos de Verão da Era Moderna, que podem ser tocadas pelos deficientes visuais. O espaço possui textos em braile, conteúdos em alturas acessíveis a cadeirantes, e espaçamento entre obstáculos pensados para a circulação de cadeira de rodas.

A rede continua como responsável exclusivo pelo atendimento bancário nas instalações paralímpicas durante os Jogos Rio 2016. Para isso, o Banco terá três Postos de Atendimentos Bancários (PABs) em espaços para atendimento exclusivo a atletas e profissionais de imprensa. Além disso, em parceria com a Visa, o Banco também irá disponibilizar quiosques com caixas eletrônicos (ATMs) para atendimento do público em geral presente nas instalações olímpicas.

Nissan quer comandar a diversão
A Nissan aproveitou a pausa entre os jogos para fazer a manutenção de seus espaços e volta com força total para comandar o entretenimento nos Jogos. A montadora foi responsável por uma das principais atrações no Boulevard Olímpico no Centro do Rio, o bungee jump que já voltou a funcionar. Assim como Coca-Cola e Bradesco, a companhia também patrocinou o Revezamento da Tocha que passou por seis cidades de todo o Brasil, representando cada região do país, ao longo de sete dias. Dos 700 condutores no total, 85 foram indicados pela Nissan.

O bungee jump do Boulevard Olímpico seguirá o mesmo esquema de funcionamento dos Jogos Olímpicos, quando foram realizados 1.100 saltos em duas semanas, numa média de 70 por dia. O agendamento é feito diariamente, das 10h da manhã às 10h da noite, por ordem de chegada. Não haverá inscrições pela Internet. No Parque Olímpico funciona a Nissan Kicks House onde visitantes poderão conhecer as tecnologias da empresa através da área "Intelligent mobility".

No local é possível tirar fotos com a tocha paraolímpica e se divertir no circuito de brincadeiras, onde o recém-lançado Nissan Kicks é a estrela principal. Mas todos os modelos da empresa, inclusive os revolucionários Leaf, BladeGlider e o esportivo GT-R, o carro do nove vezes campeão olímpico Usain Bolt, Diretor Mundial de Excitement da Nissan, estão em exposição.

Palco de concorridas festas restritas a convidados, o roof top do Hotel Nissan Kicks, na Avenida Atlântica, em Copacabana, também volta com força total. O espaço, com capacidade para 250 pessoas por noite, reabre com shows exclusivos de Jorge Aragão, Paralamas do Sucesso, Banda Eva e Diogo Nogueira.

Samsung oferece experiência
Parceira global do Comitê Paralímpico Internacional (CPI) na categoria smartphones, a Samsung continua com a estratégia global que celebra o significativo avanço vindo da ousadia de desafiar barreiras. A campanha apresenta diversas ativações locais, incluindo a adaptação dos Samsung Galaxy Studios, no Parque Olímpico, a criação do Programa de Blogueiros Paralímpicos Samsung, a chegada do aplicativo oficial do evento e também o Prêmio Whang Youn Dai.

Para os Jogos Paralímpicos, a Samsung reformou seus Galaxy Studios, no Rio, incluindo o principal no Parque Olímpico, com diversos recursos de acessibilidade, garantindo que todos os consumidores, atletas e fãs possam participar de uma série de experiências interativas. Rampas com acessibilidade para cadeira de rodas e elevadores permitirão que os visitantes cheguem à Zona de Experimentação Gear VR 4D, onde terão a chance de testar os estimulantes esportes Olímpicos, corridas de montanha russa e caiaque em águas rápidas por meio do Samsung Gear VR pareado aos smartphones Galaxy.

A Samsung também oferece oportunidades únicas e práticas para que os visitantes vivenciem como os recursos de tecnologia de acessibilidade da Samsung são projetados e utilizados para ajudar os portadores de deficiência. Os Programas de Experiência de Acessibilidade Galaxy incluem: Jogo às Cegas: Os visitantes aprenderão como o assistente de voz opera, utilizando o recurso para reproduzir jogos de labirinto de 30 segundos nos celulares Galaxy. Detector de Som: por meio do recurso "Detector de Som" nos smartphones Samsung Galaxy os visitantes aprenderão como pessoas com deficiência auditiva usam o recurso de detector de som para sentir o status de ambientes audíveis, como um sino tocando ou um bebê chorando.

A companhia também desenvolveu uma ferramenta para colaborar com quem tem dificuldade de enxergar as cores. O Ajuste de Cor é um recurso de interface gráfica mostrará como o "Ajuste de Cor Samsung" pode ajudar pessoas com daltonismo a ver cores vibrantes. Os usuários visualizarão uma série de imagens no smartphones como alguém com daltonismo as veria, e então poderão comparar como um mundo com cores muda as imagens quando elas são ajustadas. A experiência Reveja Seu Momento é uma demonstração do "Recurso de Destreza Samsung". Os visitantes aprenderão como aqueles que possuem dificuldades no uso de touch screens com suas mãos podem operar smartphones com gestos de cabeça ou equipamentos adaptáveis. Os visitantes utilizarão um recurso de aplicativo de selfie e coletarão sua foto impressa após a experiência.

Programa de Blogueiros Paralímpicos Samsung
A Samsung presenteou 30 atletas paralímpicos de países, incluindo Brasil, Estados Unidos, Coreia, Grã-Bretanha, França, Espanha, China, bem como um atleta da equipe de Atletas Paralímpicos Independentes um Samsung Galaxy S7 e outros acessórios móveis para criar vlogs exclusivos dos bastidores em 360°. A iniciativa faz parte do Programa de Blogueiros Paralímpicos Samsung e os conteúdos serão disponibilizados em diversas plataformas digitais, incluindo o canal do IPC no YouTube, canais da Samsung e as contas das redes sociais dos atletas e permitirão que os fãs vejam em primeira mão como estes atletas paralímpicos desafiam barreiras e mostram suas capacidades atléticas nos Jogos.

Os atletas na Vila Paralímpica também poderão vivenciar os Blogueiros Paralímpicos Samsung em 360°, visitando uma área especial e visualizando o conteúdo através de Gear VR pareados a celulares Samsung. As estações também contarão com outros conteúdos em 360° dos principais pontos turísticos do Rio, permitindo que atletas vejam os locais sem sair da Vila Paralímpica.

O aplicativo oficial da Rio 2016, "App Rio 2016", desenvolvido pela Samsung, em colaboração com o Comitê Organizador da Rio 2016, dá a atletas, fãs e consumidores atualizações diárias sobre as últimas notícias paralímpicas. O APP, que recebeu mais de seis milhões de downloads durante os períodos dos Jogos Olímpicos Rio 2016, foi atualizado para conter a agenda oficial, locais e eventos, resultados, quadros de medalhas, mais atualizações em tempo real e informações sobre as atividades de marketing da Samsung durante os Jogos Paralímpicos. Os usuários de celulares Samsung Galaxy também poderão usar o S-translator personalizado para os Jogos Paralímpicos.

Para apoiar atletas que desafiam barreiras, a Samsung patrocina o Prêmio Whang Youn Dai, que foi estabelecido pelo IPC para reconhecer os atletas paralímpicos que superaram adversidades através do esporte e inspiram e animam o mundo através do espírito dos Jogos Paralímpicos. Durante a Cerimônia de Encerramento dos Jogos Paralímpicos, um representante da Samsung apresentará a premiação a um vencedor e uma vencedora, como parte de uma cerimônia de entrega de medalhas.

Leia também: Como funciona o patrocínio no Brasil. Pesquisa no Mundo do Marketing Inteligência.

 

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss