Comércio eletrônico cresce 43% e fatura R$ 6,3 bilhões em 2007 | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Comércio eletrônico cresce 43% e fatura R$ 6,3 bilhões em 2007

Por | 12/03/2008

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Comércio eletrônico cresce 43% e fatura R$ 6,3 bilhões em 2007

O comércio eletrônico brasileiro faturou R$ 6,3 bilhões e as vendas crescem 43% em 2007. Somente no natal, foram R$ 1,081 bilhões, um aumento de 55% em relação à 2006. É o que aponta ao 17ª. Edição do relatório Webshoppers, produzido pela e-bit desde 2000. Segundo a pesquisa, a marca da loja é o fator que mais desperta confiança e credibilidade na hora de comprar um produto pela internet.

A expectativa era que esse número chegasse a R$ 6,4 bilhões, mas o instituto de pesquisas especializado em comércio eletrônico aponta que o reforço do varejo tradicional através de saldões e opções de parcelamento em até 12 vezes sem juros teria impedido um crescimento maior das vendas pela internet.

Livros e a assinatura de jornais e revistas foram os produtos mais vendidos neste ano, com 17% de representatividade. A queda do dólar e a deflação na internet favoreceram um aumento na venda de artigos de informática e eletrônicos, representando 12% e 9% respectivamente, facilitando a elevação do tíquete médio para R$ 302.

O número de adeptos do e-commerce subiu de 7 milhões para 9,5 milhões no ano passado, enquanto que o número de pedidos chegou a 20,4 milhões,  um aumento de 37% em relação à 2006. A pesquisa prévia na internet e indicação de amigos na hora de escolher uma loja antes da compra são os itens mais apontados pelos consumidores ouvidos pela pesquisa.

Para o primeiro semestre de 2008, o e-bit prevê um faturamento de R$ 3,8 bilhões, 45% maior em relação ao mesmo período de 2007. O número de mulheres comprando pela internet deve ultrapassar o de homens, o que pode elevar a venda de produtos como cosméticos e de cuidados pessoais. O crescimento do crédito ao consumidor deve levar as classes C, D e E para internet, trazendo este público para o e-commerce.

Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss