Últimas Notícias

Publicidade
Publicidade
PDV

Crise econômica mantém elevada a falta de produtos nos supermercados

Índice geral de rupturas nas prateleiras dos mercados brasileiros chegou a 11,16%, um ligeiro aumento em relação ao mês anterior, segundo pesquisa realizada pela NeoGrid

Por Bianca Ribeiro - 18/05/2016

O índice geral de falta de produtos nas prateleiras dos supermercados brasileiros chegou em março a 11,16%, um ligeiro aumento na comparação com o mês anterior, segundo estudo realizado pela NeoGrid. Já a ruptura do setor de alimentos chegou a 11,62%, higiene e beleza 10,92%, bebidas 9,71%, e limpeza 8,94%.

Devido à crise econômica no Brasil, indústria, varejo e consumidores estão em processo de adaptação em relação ao consumo e venda de alimentos e demais produtos. Hoje, a cada 100 itens da lista de compras, cerca de 10 estão em falta nas prateleiras dos supermercados no país. A ruptura no ponto de venda deve ser combatida em parceria entre o varejo e a indústria, que precisam trocar a queda de braço por colaboração, como aponta reportagem do Mundo do Marketing.

O supermercadista tem receio de comprar alguns produtos e não vender, visto que o poder aquisitivo do brasileiro está diminuindo e, por isso, algumas marcas e itens acabam faltando nas prateleiras dos supermercados por mais tempo.  Outra possível razão para a falta dos produtos é o fato de a indústria estar mais pessimista que o varejo, como mostra a pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), que indica que 38% das indústrias ficaram paradas em janeiro.

NeoGrid, Pesquisa, Supermercados