Como construir uma marca nas redes sociais | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Como construir uma marca nas redes sociais

Presença ativa gera resultados de sucesso quando companhia tem foco e planejamento claros. Objetivos influenciam ações e plataformas escolhidas para recebê-las

Por | 04/04/2016

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

As redes sociais já entraram na estratégia das marcas ao redor do globo há algum tempo e, no Brasil, elas são especialmente importantes. Segundo levantamento da agência We are Social, o país é o terceiro no ranking dos que mais acessam a internet, atrás apenas das Filipinas e da Tailândia. Os brasileiros passam, em média, 9,2 horas conectados por dia. E, entre os 10 APPs mais utilizados em smartphones no país, quatro são de redes sociais ou comunicadores por mensagens, segundo pesquisa da Nielsen Ibope. Esse oceano de interações guarda muitas oportunidades para marcas, mas será que elas são aproveitadas da melhor forma?

Sites como Twitter, Facebook e Instagram reúnem dados que podem dizer muito sobre como as pessoas se sentem sobre produtos e serviços. Ainda assim, as empresas não devem limitar a atuação nas redes sociais à escuta e à geração de insights. A presença deve ser ativa para auxiliar na construção de marca por meio da geração de leads e vendas e da oferta de serviços em tempo real aos consumidores. Para alcançar sucesso na empreitada, as companhias devem contar com processos claros em sua estratégia e seguir um passo a passo.

Sem um plano, o resultado pode ser desastroso, com o desperdício de investimentos. Portanto o primeiro passo é definir quais são os objetivos com cada ação nas redes sociais e de que forma eles serão alcançados. Os objetivos podem ser tão variados quanto as ações necessárias para se chegar a eles. Há momentos em que uma empresa busca conseguir reconhecimento do público-alvo para ser vista como referência e autoridade em seu ramo; outros em que a meta é estabelecer uma conversa com os clientes, melhorando a experiência deles em todo o ciclo de compras.

Definindo as plataformas
Delimitar esses objetivos é importante inclusive para decidir em quais plataformas investir. Há as mais populares e outra dezena de possibilidades. Para um varejista, o Pinterest ou o Facebook podem ser as mais adequadas por conta da possibilidade de postar fotos e vídeos relacionados às vendas e aos produtos. As companhias mais orientadas a serviços, por sua vez, tendem a ter mais benefícios com o imediatismo do Twitter. Uma mesma empresa pode, ainda, ver oportunidades em cada uma das redes sociais em diferentes momentos e para abordagens diversas.

Contar com uma ferramenta de monitoramento das redes sociais também tende ser decisiva para o sucesso de uma campanha em redes sociais. Com ela, marcas podem compreender em quais plataformas a maior parte de seu target está compartilhando informações e aplicando seu tempo. Armar-se deste tipo de dado, após análises, permite às companhias concentrar esforços nas redes sociais mais adequadas ao seu negócio.

Conheça as oito dicas para construir uma marca com o uso das redes sociais no e-book criado pela Sysomos.

redes sociais

 

Comentários


Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss