Alimentação fora do lar deve crescer 7,7% este ano, aponta IFB | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Alimentação fora do lar deve crescer 7,7% este ano, aponta IFB

Mesmo diante da recessão econômica, estimativa é 1,5% maior em relação a 2015. Instituto Foodservice Brasil passa a ser comandado por Alexandre Guerra, CEO do Giraffas

Por | 27/01/2016

bianca.ribeiro@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O setor de alimentação fora do lar espera um crescimento de 7,7% neste ano, valor 1,5% maior do que em 2015, quando apresentou uma alta de 6,2%. Os dados são do Índice de Desempenho Foodservice, produzido mensalmente pelo Instituto Foodservice Brasil (IFB), que passou a ser comandado por Alexandre Guerra, CEO do Giraffas, que assumiu o posto deixado por Tupa Gomes, presidente da Martin Brower, e que ainda fará parte do conselho do Instituto.

O mercado conta com números superlativos, totalizando o valor estimado de R$ 60 bilhões de faturamento e empregando mais de 220 mil colaboradores.  Em termos de pontos de venda são mais de 9600, com projeção para 2016 de 10.700 estabelecimentos, e que atendem hoje, cerca de 80 milhões de consumidores por mês. O segmento vem passando por uma forte evolução com crescimento médio anual acima de 9%, desde 2011.

Sensível a mudanças comportamentais da população, o food service é reconhecido pela agilidade em responder a novas demandas, como mostra o estudo disponível no Mundo do Marketing Inteligência. Em 2015, apenas dois meses tiveram crescimento acima de dois dígitos, por conta da crise pela qual o país está passando.  Os principais influenciadores para o baixo resultado do consumo e do varejo são: desemprego, que no ano passado atingiu o patamar de 6,9%, a contínua desaceleração da massa salarial, o encarecimento e restrição na concessão e o recorde de baixa confiança do consumidor, que chegou a 75,2% no mês de dezembro, menor patamar desde 2005.

Os dados do IFB apontam também que o aumento de preços foi de 9,6% enquanto o IPCA total de dezembro foi de 10,67%, já o de Alimentação no Domicílio foi de 12,92% e Alimentação Fora do Lar foi de 10,37%. Segundo projeções trimestrais de vendas dos operadores de restaurantes do IFB para 2016, o Instituto conclui que o ano será um pouco melhor que o ano 2015. A projeção do indicador de venda nominal total para o primeiro trimestre de 2016 (crescimento sobre o mesmo trimestre do ano anterior) deve atingir o patamar de 7,2%, já no conceito mesmas lojas, a previsão de crescimento será de 2,5% para 2016.

Food service, 2016, faturamento

Leia também: Food service: desafios, tendências e oportunidades. Estudo do Mundo do Marketing Inteligência. Conteúdo exclusivo para assinantes.

food service

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss