Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Publicidade

Black Friday: vendas por m-commerce devem crescer 46% neste ano

Data elevou novembro como mês mais importante para o varejo nacional nos últimos dois anos, superando as vendas de Natal. Oito em cada dez brasileiros devem aproveitar o saldão

Por | 17/11/2015

bianca.ribeiro@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

As vendas mobile na edição 2015 da Black Friday devem crescer 46%, segundo projeções do Google apresentados durante coletiva online realizada nesta terça-feira pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O dado reforça que o dia dedicado à promoção deverá ficar marcado por ações no m-commerce, principalmente com estratégia de comunicação apostando nos aplicativos como Periscope, Snapchat, Instagram e Twitter.

Neste período de desaceleração da economia, o saldão pode fazer a diferença para os empreendedores e, principalmente, para os consumidores. Oito em cada 10 brasileiros (82%) pretendem comprar na data, segundo pesquisa realizada pelo Google com o Ibope. A data promocional ainda tem grande oportunidade de crescimento por aqui, pois apenas 35% dos respondentes afirmaram que já compraram na Black Friday e 63% dizem que o preço é o maior motivador para realizar compras. Neste ano o consumidor está com a intenção de gastar mais. O ticket médio previsto é de R$ 1 mil, enquanto na edição anterior variou entre R$ 500,00 e R$600,00.

Apesar de já estar na sexta edição, problemas como a infraestrutura do site ainda preocupam. A possibilidade de queda do sistema, provocada pelo grande número de visitantes pode representar prejuízos milionários. "A cada hora que um site de compras online fica fora do ar, são perdidas 300 mil visitas, que podem representar R$ 1,5 milhão não arrecadados", disse Cláudia Worms, Diretora de Vendas do Google Brasil, durante coletiva online.

Novembro x Dezembro
Há dois anos o mês de novembro, marcado pela "sexta-feira negra", vêm batendo o número de vendas de dezembro, que antes era a época mais lucrativa do ano para comerciantes. Essa mudança significativa se dá por causa das grandes ofertas, que superam as natalinas. A expectativa para a data é grande, em levantamento feito pelo Sebrae, 83% das empresas esperam vender mais nessa data, enquanto cinco em cada dez empresas (52%) querem aproveitar o dia de promoção para reposicionar a marca no mercado.

Além da expectativa para a data em si, espera-se que as vendas aumentem também no final de semana após o dia 28 e na "Cyber Monday", segunda-feira seguinte. A estimativa é que no sábado, dia 28, as vendas aumentem 194% se comparado a sábados normais, e no domingo 59% se comparados a outros domingos, mesmo os comemorativos como Dia dos Pais, segundo pesquisa realizada pela Braspag.

De olho em novas datas para garantir boas vendas, os varejistas estão pensando em criar novos dias de ofertas no próximo ano. A última edição da promoção global de Dia do Solteiro do Alibaba, do Grupo Ali Express, movimentou de R$ 11 bilhões em vendas mundiais. Para alcançar esta marca, o e-commerce brasileiro leva um ano. A performance chamou a atenção dos empreendedores daqui que já estão pensando em reativar no próximo ano o Detonaweb, com ofertas agressivas nos primeiro semestre. A iniciativa visa movimentar o comércio eletrônico já que a projeção econômica não é favorável. 

Black Friday, m-commerce

Veja o hangout com os dados da pesquisa sobre as perpectivas para a Black Friday 2015.

Black Friday

 

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss