Tendências que impactarão o mercado brasileiro em 2016 | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Tendências que impactarão o mercado brasileiro em 2016

Heróis da Pechincha, Sede por Mais, Ocupe Brasil e Famílias Alternativas são os quatro principais fatores que pautarão os negócios no próximo ano, segundo estudo

Por | 03/11/2015

bianca.ribeiro@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

A Mintel analisou as quatro principais direções que impactarão o mercado brasileiro no próximo ano, incluindo as implicações para os consumidores e marcas. A primeira delas, chamada de Heróis da Pechincha, mostra como os brasileiros estão procurando modelos alternativos de compra e de como usufruir de produtos como compartilhamento, aluguel e troca - os quais estão possibilitando formas flexíveis para que eles mantenham o estilo de vida com o qual se acostumaram.

As oportunidades para as empresas aparecem com a chegada das Olimpíadas de 2016 e a chegada dos turistas, que já vivem essa tendência em seus países. Marcas poderiam investir em soluções que possam atrair não só o público de fora, mas também o nacional, para que elas continuem atraentes após os Jogos.

A segunda direção apontada é o Sede por Mais, que aborda que os brasileiros começaram a descobrir que a adoção de práticas sustentáveis pode ajuda-los com suas finanças. Um exemplo são os produtos energeticamente eficientes, que não só economizam água e energia, mas ajudam a reduzir contas. Como a escassez de água impacta igualmente pessoas físicas e jurídicas, empresas estão assumindo um papel de aconselhamento, educando os consumidores sobre medidas de gestão de resíduos. Em estudo realizado pela Mintel, 39% dos brasileiros são atraídos por comprar de empresas que não agridem o ambiente.

Outra indicação feita pela Mintel é o Ocupe Brasil, que torna as marcas mais atentas aos consumidores, permanecendo fiéis à sua mensagem e defendendo os direitos deles. Ao mesmo tempo em que as empresas alinham suas comunicações com esses consumidores que reivindicam uma sociedade mais justa, outras focam sobre os sentimentos comuns que estão surgindo a partir da união entre as pessoas. Em 2016 mais companhias devem investir em iniciativas que apoiam cultura e tecnologia.

A quarta e última direção é chamada de Famílias Alternativas, que traz a forma como os brasileiros vivem juntos e criam laços. Essa relação evoluiu significativamente, com os papéis individuais sendo redefinidos, como por exemplo os idosos trazendo novas exigências às famílias, já que a expectativa de vida aumentou e também da presença de mulheres de homens em tarefas onde ambos não exerciam há alguns anos, o que criou uma nova compreensão do significado dos gêneros.

Várias empresas no Brasil estão começando a ver o potencial da demografia dos cidadãos mais velhos, lançando iniciativas para incentivá-los a adotar um estilo de vida mais ativo. No que diz respeito a novos arranjos familiares, a pesquisa da Mintel constatou que 13% dos consumidores dizem que as propagandas de hoje devem representar melhor a diversidade no país. O não convencional tornou-se o novo tradicional. Como os consumidores estão mais conscientes das famílias não tradicionais, os brasileiros vão prestar mais atenção nas marcas que apresentam as várias dinâmicas do "novo normal".

mintel

 

Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss