Últimas Notícias

Publicidade
Publicidade
Mercado

Marisa encerra operações de venda direta por conta da crise econômica

Rede varejista quer concentrar os esforços em negócios mais maduros e reduzir custos. Empresa passou a investir na comercialização de produtos por catálogo em 2012

Por Bianca Ribeiro - 28/09/2015

A rede varejista Marisa encerra as operações de venda direta iniciada em 2012. A crise econômica foi o motivo da descontinuação deste modelo de negócio que conta com a atuação de consultoras e catálogos de compras. Nesta segunda-feira, 28 de setembro, a direção da companhia emitiu nota afirmando que a iniciativa se dá para que os esforços da empresa se concentrem em negócios mais maduros e para reduzir custos.

As operações com venda, troca de mercadorias feitas pelo canal de venda direta serão encerradas no fim de outubro. Os consumidores de cidade onde a rede não possui lojas físicas poderão contar com o e-commerce.

A decisão da varejista é um reflexo direto de como a crise econômica está impactando as famílias brasileiras, que estão perdendo o poder de compra, e como consequência mudando os hábitos. No segundo trimestre do ano, o consumo teve queda de 2,1% em relação aos três primeiros meses do ano, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Este foi o pior desempenho desde o terceiro trimestre de 2001, quando o recuo foi de 3,2%.

Marisa, Varejo, Venda Direta, Consultora