Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Publicidade

Empreendedorismo na educação ainda encontra barreiras

Novos atores encontram dificuldades de inovar. Resultado de estudo dá início à construção de plataforma que reúne recursos e referências capazes de apoiar profissionais

Por | 28/08/2015

priscilla@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O empreendedorismo na área de educação no Brasil ainda é visto com uma visão turva por parte de quem procura inovar nesse meio. Uma das maiores dificuldades está em identificar quem são os atores e quais papéis cada um deles exerce, segundo a pesquisa Empreendedores de Impacto, do Instituto Inspirare. A falta de conhecimento do próprio perfil traz mais erros e tropeços na caminhada profissional.

O levantamento mostra que a categoria está em desenvolvimento. No sudeste, principalmente, os empreendedores buscam uma articulação e integração entre diversos personagens do setor. O perfil dos empreendedores de negócios de impacto na educação são homens e mulheres, de diferentes idades e sem distinção de renda. A diversidade de personas mostra o quanto este mercado ainda não tem um rosto definido.

Mesmo assim, esses atores têm em comum o fato de serem desbravadores de um ecossistema novo e entram de cabeça nos projetos. A pesquisa identificou perfis mais "conceituais", subdivididos em "o desbravador" (cara de pau e resiliente) e "o carente" (colo, informação, desapego, dinheiro e autoconhecimento).  Dentre os respondentes, há aqueles que relatam que foram fisgados pela oportunidade ou por desenvolver um serviço sob demanda. Muitos já sentiram na pele ou presenciaram o abismo existente entre a escola e o mundo contemporâneo) e outros ingressaram por ocasião (educadores, gestores ou profissionais com experiência na área).

Foi verificado ainda um desalinhamento de expectativas, que pode causar frustração nos empreendedores. Sem saber bem o que esperar dos processos - principalmente de aceleração e relacionamento com institutos e fundos - muitos criam expectativas de encontrar soluções que não cabem a si ou que não são valores de determinada organização. A expectativa de muitos é de que as aceleradoras vão ajudá-lo a encontrar um negócio para a sua ideia.

Esses empreendedores acreditam que o papel de patrocinadores ou financiadores é investir em protótipos. Na prática, os novos profissionais se aproximam de fundações e institutos por acreditarem que as próprias ideias são ricas para a educação. Com essa percepção, correm o risco de se tornarem prestadores de serviços e não de negócios. A pesquisa mostra que a iniciativa privada tem se aproximado de algumas startups, visando agregar mais valor às marcas. Para tanto, patrocinam modelos e lançamentos de produtos e ainda podem ajudar como um canal de distribuição para empresas (B2B), sendo intermediárias entre o negócio e o cliente final. Essas empresas também se tornam um cliente inicial (early adopter) que arca com o desenvolvimento de uma solução para depois absorvê-la e comercializá-la no mercado após validação desse cliente beta.

A pesquisa mostra que novos atores têm surgido para se aliar aos empreendedores na busca por inovar para solucionar os complexos desafios da educação brasileira. O levantamento mostra um movimento transformador em que essas pessoas têm se aliado aos agentes tradicionais de educação na busca de respostas para inovar na solução dos complexos desafios apresentados para educar crianças, jovens e adultos. São profissionais de diversas áreas, dispostos a criar empresas capazes de aliar sustentabilidade financeira e a promoção de avanços de aprendizagem dos alunos. O desafio é transformar a intenção em algo efetivo.

O resultado do estudo serviu de ponto de partida para a construção da plataforma "Apreender, empreender na aprendizagem", que reúne um conjunto expressivo de referências e recursos capazes de apoiar os novos profissionais em cada etapa da caminhada, com o objetivo de fortalecer a capacidade da sociedade brasileira de gerar soluções inovadoras e transformadoras para o setor. Quem acessa as informações e ferramentas que orientam a jornada, incluindo a compreensão de todas as etapas envolvidas, pode fortalecer a construção do negócio.

O levantamento, realizado em sete capitais, traz ainda um panorama de negócios de impacto com foco na Educação, abordando desafios; oportunidades; sustentação financeira (fundos de investimento, aceleradoras; investidores-anjo, governo, fundações e institutos); modelos de negócio e societário - e as etapas da Jornada do Empreendedor. 

Inovação, Educação, Empreendedorismo

Leia também: Inovação pelos olhos do consumidor. Pesquisa no Mundo do Marketing Inteligência.

inovação

 

Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss