Marcas pressionam FIFA por mudanças efetivas na gestão | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Marcas pressionam FIFA por mudanças efetivas na gestão

McDonald?s e Coca-Cola se posicionam frente à entidade, que está reunida nesta segunda-feira para definir cronograma das eleições à presidência e próximos passos da entidade

Por | 20/07/2015

renata.leite@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O comitê executivo da FIFA já está reunido, nesta segunda-feira, para decidir o cronograma das eleições para a presidência da entidade esportiva. A escolha do nome que substituirá Joseph Blatter, que deixou o cargo à disposição após uma série de acusações de corrupção na federação, será no dia 26 de fevereiro. Até lá, Blatter permanece na função. As marcas patrocinadoras, no entanto, parecem estar descontentes com a morosidade das mudanças na gestão da FIFA e, segundo informações publicadas pela Reuters, aumentaram as pressões por uma reforma na última sexta-feira.

Representantes da Coca-Cola e do McDonald´s se posicionaram por escrito junto à direção da entidade, demonstrando preocupação em relação às acusações. Os textos foram enviados na última sexta-feira. A Coca-Cola pediu a instauração de uma comissão independente para reformas, enquanto o McDonald´s solicitou mudanças significativas para restaurar a confiança das marcas e dos torcedores.

As patrocinadoras apoiaram a renúncia de Blatter no auge do escândalo e algumas chegaram a se pronunciar. As principais empresas apoiadoras abordaram assuntos como ética e transparência, como fez a montadora Hyunday, ao dizer que a saída de Blatter era um primeiro e positivo passo no sentido de criar uma estrutura de governo que garanta os mais altos padrões éticos no futebol.

Já a Adidas afirmou que o fato "marca um passo na direção certa, para que a FIFA cumpra com os padrões de transparência esperados". A Coca-Cola descreveu a notícia como um "passo positivo", esperando ainda que a entidade "continue a agir com urgência para recuperar a confiança de todos os que amam o esporte".

A cervejaria Budweiser se pronunciou dizendo que esperava "que esse anúncio acelere os esforços da FIFA em lidar com seus problemas internos e que crie um mudança positiva, marcada pela transparência e pela ética". Para o McDonald´s, as acusações de corrupção ofuscaram o futebol e que a renúncia seria o "primeiro passo para reconquistar a confiança dos fãs de todo o mundo".

A Visa, que chegou a cogitar a retirada do patrocínio ao evento, mostrou-se ansiosa pelas mudanças. "Estamos encorajados pelo reconhecimento da FIFA de que uma reforma extensa e fundamental é necessária, como refletido pelo anúncio de que o presidente Blatter está renunciando e que a FIFA será submetida a uma profunda revisão. Este é um significativo primeiro passo para reconstruir a confiança pública, mas há mais trabalho pela frente", afirmava o comunicado da companhia de cartões.

Independentemente da conclusão das investigações do FBI, o cenário do Marketing esportivo tende a não ser mais o mesmo após o escândalo. Desde 27 de maio, sete dirigentes da entidade estão presos na Suíça suspeitos de participarem de em um esquema de corrupção que movimentou até US$ 150 milhões.

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss