Mobile detém 14% da fatia de vendas do comércio online do Brasil | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Mobile detém 14% da fatia de vendas do comércio online do Brasil

Dados foram analisados considerando segundo trimestre de 2015. Empresas que investiram em aplicativos e sites responsivos tiveram aumento significativo no faturamento

Por | 29/06/2015

priscilla@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O comportamento do consumidor via mobile continua a avançar mais rapidamente do que a velocidade dos varejistas para se adaptarem às novas ferramentas. No Brasil, 14% das transações online do segundo trimestre foram realizadas por meio de dispositivos móveis, sendo que 10% ocorreram via smartphone e 4% via tablet. O resultado é baseado em dados de 1,4 bilhões de transações online que movimentaram US$ 160 bilhões de vendas anuais, analisados pela Criteo para o relatório trimestral "State of Mobile Commerce".

O estudo mostra que entregar uma experiência envolvente por meio de aplicativos e se conectar com os consumidores por diversos dispositivos é fundamental para capturar as vendas de comércio eletrônico. As transações mobile dos Estados Unidos, por exemplo, já ultrapassam 30%, em sua média. Os principais varejistas online conseguiram 40% de retorno por dispositivos móveis.

Em relação às categorias, "Moda e Luxo" e "Travel" são as campeãs, com uma em cada três compras feitas por smartphones ou tablets. Já a categoria "Home", que tem um histórico de crescimento mais lento, está ganhando velocidade e passou de 17% para 21% no segundo trimestre.

Com a introdução de telas maiores, como o iPhone 6 e o Samsung Galaxy, os consumidores enxergaram nos celulares uma maneira conveniente e cômoda de fazer seus pedidos. Nos Estados Unidos, o iPhone foi responsável pela maioria das transações via smartphone, com 66% ante 61% nos últimos dois trimestres. O Android é líder na maioria dos países, incluindo o Brasil, que obteve 7% de transações via Android ante 3% do iPhone. 

Além disso, a diferença do resultado obtido por sites responsivos, se comparado aos que não são, é significativa. Aqueles que não estão preparados para o mobile têm 23% de suas transações feitas por aparelhos móveis, enquanto que sites responsivos conseguem 31%. Para websites que são apenas "navegáveis" nos dispositivos móveis, a taxa de conversão fica em 2,9% contra 1,6% para os que não são. Já os aplicativos geram quase 50% das transações mobile para as empresas que os utilizam e seus resultados são tão bons, que eles alcançam uma performance melhor que qualquer outro canal, incluindo desktop. Para estes varejistas, os APPs geram 47% de toda a receita mobile.

Mobile, Aplicativos, Comércio Eletrônico

Leia também: 6 formas de conquistar sucesso no canal mobile. Dicas do Mundo do Marketing Inteligência.

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss