85% dos brasileiros pretendem mudar o consumo para economizar mais | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

85% dos brasileiros pretendem mudar o consumo para economizar mais

Aumenta o pessimismo da população em relação à situação econômica do país. Por conta da instabilidade financeira, 76% dos consumidores temem contratar algum tipo de financiamento

Por | 29/04/2015

roberta.moraes@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Preocupado com o cenário econômico de instabilidade, 85% dos brasileiros pretendem mudar o padrão de consumo, passando a economizar mais este ano. A retração é maior na aquisição de crédito, setor em que 76% dos consumidores não estão propensos a contratar um financiamento. Os dados são da Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi) e da TNS Brasil.

O levantamento mostra que apenas 8% querem fazer empréstimo consignado este ano, em comparação a 12% na pesquisa de 2014. A queda foi maior na intenção de conseguir crédito para compra de eletrodoméstico (10% este ano e 17% em 2014). Quanto à intenção de conseguir empréstimo para compra de imóvel, o percentual recuou para 55% este ano (61% em 2014).

O clima de pessimismo cresceu no país, 66% classificaram a situação do Brasil como "ruim" ou "péssima". O mesmo dado em 2014 registrou 37% - aumento de 29 pontos percentuais. A preocupação em relação ao futuro aumentou 21 pontos percentuais em 2015, comparado ao ano passado: de 47% (em 2014), saltou para 68% (em 2015). A pergunta sobre como "imagina sua situação em 2015", também mostrou piora em todos os campos, quando comparada ao ano passado.

Em relação à situação financeira, a sensação de piora aumentou 19 pontos percentuais (em 2014 era de 18% e em 2015 chega a 37%). O mesmo ocorreu em outras esferas, como padrão de vida (em 2014, era de 17% e, em 2015, 31%); e capacidade de fazer compras para casa (2014, 23% e 2015, 41%). A capacidade de fazer investimentos, como carro ou casa é o dado que mais chama atenção: o sentimento de piora aumentou 22 pontos percentuais (em 2014, 28% e em 2015, 50%).  

A pesquisa ouviu mais de 1.000 pessoas de todas as regiões do País, com idade entre 18 e 65 anos, sendo 54% mulheres e 46% homens, e captou o comportamento da população nos primeiros meses de 2015 e perspectivas de consumo, crédito e financiamento.

TNS, Acrefi, Consumo

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss